Já é meia noite e eu preciso tomar banho

Tenho sido assim. Tem dias que é tão corrido que esqueço de comer, tem gente vindo pra cá e preciso correr no mercado pra comprar cerveja. Ah, trocar o lençol pra dormir com a amiga, tem toalha limpa? Em compensação, tem dias em que eu nem abro a janela, nem abro os olhos direito. Só acordo porque a fome tá demais e não me deixa dormir.

Às vezes o dia passa voando, às vezes demora uma eternidade. Vez em quando não aguento a solidão, minha própria companhia, me jogo em alguma pista com os amigos ou em algum sofá quente longe daqui. Em outros, não vejo a hora de voltar pra casa, ficar sozinha, comer chocolate, ouvir música e chorar pelada.

Tem algumas paixões no meio disso tudo, que chegaram e me abalaram. Me arrasaram e depois partiram. De algumas, fui eu quem parti. Mas parece que faz tanto tempo. Mas são coisas tão cíclicas, sempre chegando, sempre partindo, isso nunca acaba. Tem dias que eu quero que acabe, tem dias que eu quero uma nova, pra me enroscar, me arrepender e depois chorar. De novo. E de novo.

Já tenho quase 30 (28 é quase 30 né) e sinto que não me estabilizei emocionalmente . E tá tudo bem, mesmo. Mas tem dias que não. Hoje é um dia em que nem banho tomei. Tá frio né. Tá cinza, eu amo e odeio. Fico feliz e triste, feliste, como dizem por aí.

É uma nova rotina, parece até uma nova vida. E ainda não decidi se gosto disso. Gosto tanto de silêncio mas tem dias que isso me deixa louca. Vou atrás de pessoas e depois me arrependo. Tem algumas pessoas que me dão a sensação de casa, mas são poucas. A maioria vai embora cedo demais. 

Eu continuo aqui, subindo e descendo feito montanha russa. Clássico. Dizem que uma hora a gente se acostuma, dizem que todo mundo passa por isso. E eu me pego no metrô dizendo pros mais novos "é isso aí, todo mundo nessa idade tá meio que nessa, matando um leão por dia, saindo de casa, casando, é isso aí, tá todo mundo meio que nessa". É isso né? Eu tô tentando acreditar que ok, é isso aí.

Mais uma música no random, alguém chama no whatsapp, poxa tarde né, tá bem, to bem e você etc, tá fazendo o que, poxa vida já é meia noite e nem banho tomei, deixa eu ir lá, boa noite, amanhã nos falamos, beijo, beijo, fui emoticon, emoticon. Amanhã é um novo dia.

(Este post tá muito aquela cena "what's going on" de Sense8).

3 comentários:

  1. A solidão tem sido uma companhia constante, há dias que não aguento e desabo tanto numa cadeira quanto no choro.
    Os dias são rápidos e eternos ao mesmo tempo, a semana corre, mas os meses se arrastam, mesmo confessando que tá tudo muito rápido. Quanto a levantar, banhar, lavar uma louça, varrer, depende do dia.
    Quem bom que às vezes você tem essas correrias pra receber amigos, isso é muito bom. Como diz Scarlett O'hara, amanhã será um novo dia (sempre).
    Voc~e é ainda muito jovem, mas claro que apressão dos 30 começa a bater quando chegamos a essa idade, mas depois a gente acostuma e já começa a se
    prepara pra nova dezena e agradecendo a Deus por viver, mesmo tendo problemas e se sentindo nem sempre bem, precisamos, infelizmente desse desequilíbrio
    emocional e pra viver, a vida roda nessa círculo. E sim, a gente mata um leão por dia, somos todos Sansão. Quanto q ser feliz, não existe, existe estar feliz. Que você esteja.

    ResponderExcluir
  2. Pomba! Uns errinhos de digitação, mas dá pra entender.

    ResponderExcluir
  3. Olá. Não precisamos ser fortes sempre, e para ser sincero... Não precisamos ser fortes se não temos pelo que lutar.

    Pelo que você luta? Assim que responder essa pergunta e decidir agir para buscar seu objetivo, vai ver que 95% dos problemas não vão significar nada. Ainda precisas tomar banho, hhh. Brincadeiras a parte, gostei do blog.

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!