Série: Sense8

Em um prédio abandonado, uma mulher se mata com um tiro na boca, não sem antes se conectar mentalmente à 8 pessoas ao redor do mundo: um chaveiro alemão que trabalha como arrombador de cofres, uma DJ islandesa vivendo em Londres, uma empresária e lutadora coreana, uma hacker ativista transexual americana, um ator mexicano que não saiu do armário, um motorista de ônibus africano, uma enfermeira indiana e um policial americano.


A partir daí, estas pessoas começam a compartilhar sentimentos, sensações, memórias e habilidades. Eles são os oito sensates de um mesmo "grupo", pois o que dá a entender pela série, é que existem outros grupos de sensates conectados ao redor do mundo.

Além da conexão mental, eles podem "aparecer" um para o outro e até assumir o lugar do outro para se ajudarem, por exemplo: Naomi, a hacker transexual, está no meio de uma fuga e rouba um carro, mas não sabe dirigir. Imediatamente, o motorista Capheus se materializa ao lado dela para conduzir o carro. Ou ainda, as confusões em que Capheus se mete com gangues da região onde mora e é sempre ajudado pela coreana lutadora.


Mas não é só se conectar e compartilhar suas histórias. Eles precisam fugir de um homem misterioso conhecido por Whispers, que comanda uma organização que caça e lobotomiza os sensates. 

Comecei a assistir a série pois foi uma criação dos irmãos Wachowski, da trilogia Matrix e, como todo fã da trilogia, esperei os momentos em que os irmãos usariam as referências e claro, não fui decepcionada. O plot do ator mexicano serviu como uma luva para uma releitura de uma das cenas mais clássicas do 1° filme *.*

Destaque também para a cena em que todos se conectam ao cantar What's going on, que além de ser uma cena linda, foi escolhida uma música universal e que traduziu bem o sentimento deles naquele momento. Cantei junto!


Também tive que repetir a cena da Riley chegando na Islândia e sendo recebida por seu pai tocando Baba O'Riley do The Who no ukulele. Gente! Ukulele 

Dá pra perceber que a trilha sonora é uma atração a parte. E ainda temos as lindas paisagens da Islândia e as festas das tradições indianas. Uma série de encher os ouvidos e os olhos.

O sexo é retratado sem tabus, já que temos um casal de lésbicas composto por Naomi, a hacker transexual lésbica (adorei isso) e sua namorada lindíssima, e o ator mexicano e seu namorado. Há uma cena bem interessante em que alguns deles se conectam pelo sexo.



Sense8 é uma série sobre sentir e compartilhar. Só o que eu conseguia pensar enquanto assistia a série é na empatia entre as pessoas, coisa cada vez mais rara. Cruzamos pessoas o tempo todo na nossa vida, mas não compartilhamos com ela nossas dores e alegrias. Sense8 é sobre um grupo conectado, não importa gênero, nacionalidade ou o que faz da vida, eles compartilham entre si.

Disponível na Netflix.

___________________________________________
Curta a fã page do Penso. Me siga no Twitter.

6 comentários:

  1. ESSA SÉRIE <3 <3 <3 Assisti não sabendo o que esperar, pois não sou muito fã da trilogia Matrix e quando assisti era muito criança, ou seja, nem lembro direito da história e da filosofia por trás dos filmes. Mas Sense8 não decepciona em nada, amei as reflexões que o enredo traz, os personagens, a trilha sonora, enfim <3 Aguardo ansiosa pra segunda temporada.
    Ótimo post *_*

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu sei que preciso assistir esse seriado e estou postergando bastante. Todo mundo que viu curtiu muito! Juro que esse final de semana tentarei tirar esse atraso da minha vida.

    Beijão!
    www.conversasimaginarias.com

    ResponderExcluir
  3. Essa série é a mais perfeita que existe.
    <3

    ResponderExcluir
  4. Estou doida pra começar a ver!!! to só terminando OITNB

    ResponderExcluir
  5. Gente.. que série é essa?
    Parece ser perfeita!

    Disponivel no netflix.. mas dou um jeito haha

    ResponderExcluir
  6. Não tem como assistir sem Netflix? Correndo agora atrás de um pirata em 1,2,3... rsrs.. Tem cara de que é muito interessante!

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!