Sobre Vida e Escolhas

A gente sabe que tudo passa, as coisas boas e ruins, momentos e sentimentos. Mesmo assim é difícil aceitar as mudanças. As vezes a pessoa vai embora da gente mesmo estando ao nosso lado, dormindo na nossa cama, assim como as vezes ela está ali com a gente mesmo estando fisicamente há milhares de km de distância.

As vezes também o amor da gente apenas muda. Nem sempre o amor acaba, mas ele pode mudar. E quando as coisas mudam e a gente não consegue acompanhar, a gente sofre.

Pode nem ser por maldade. Não foi por mal mesmo. Um dia eu abri meus olhos e não senti mais o mesmo. Um dia se passou, depois outro e depois outro... E eu percebi que as coisas aqui dentro foram mudando. É um tipo de sensação que eu esperava nunca sentir, ou ao menos sentir daqui há muitos e muitos anos.

Acho que a coisa mais importante é tentar entender e respeitar suas mudanças, seu momento. Eu costumava pensar em todas essas reviravoltas da vida na adolescência, e esperava que toda a confusão passasse quando a vida adulta chegasse. Mas um dia a gente acorda com o despertador do celular, se arruma bem rapidinho porque já está atrasado pro trabalho e a gente nem percebe que já está lá sendo adulto e continua afundado em dúvidas, medos e fantasminhas internos.

Minha nova filosofia de vida é viver. Olha que coisa mais simples e óbvia, soa até ridículo dizer isto, não? Pois é. A maioria dos meus planos falharam terrivelmente e as melhores coisas que já me aconteceram foram de surpresa. Tipo quando você sai do trabalho mais cedo e pega aquele trânsito filho da puta, e aí vai ficando tarde e você está no meio da estrada de frente para um lindo pôr do sol? Então.

A partir do momento que eu percebi que não estava mais vivendo do jeitinho que eu queria, foi o suficiente fazer a curva no meio da estrada. Feri alguém no processo? Sim. Foi doloroso pra mim e posso ainda me machucar muito? Certamente. Mas acredito que a felicidade não é o fim e sim o caminho. E eu percebi que ele é estreito então estou fazendo malabarismo para me equilibrar nele.

A diferença agora é que eu não tenho mais medo. 

____________________________________________________________
Curta a fã page do Penso. Me siga no Twitter.

7 comentários:

  1. Eu me identifiquei muito e mais ainda com esse texto!!! Me emocionou!!! Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que uma das piores sensações do mundo é saber que o amor não é mais o mesmo, principalmente quando vc sabia que há algum tempo atrás ele era tão real. Nesse caso não tem muito o que fazer e você sofre do mesmo jeito. Mas acontece e em momentos de mudança acho que ficamos mais suscetíveis a isso... mas acontece mesmo e o melhor a se fazer é seguir em frente e aproveitar a maré de mudanças! Lindo texto, como sempre! :)

    ResponderExcluir
  3. Oii Dayzita!
    Andei pensando como seria a sua próxima postagem, pois imaginei que fosse se tratar do que de fato se tratou.
    Como sempre, vc abordou o assunto de maneira muito bonita, e escreveu um texto incrivelmente delicado e sensível.
    A melhor filosofia que vc poderia ter nesse momento é mesmo esta: viver!
    E parece simples, e parece bobo, mas é exatamente o que vai colocar sua vida no eixo de novo e te apresentar a uma nova verdade.
    E a maioria dos planos não saem mesmo da maneira exata que planejamos, e algumas vezes temos dificuldade de aceitar isso, mas de repente, e de surpresa, a vida nos mostra que vale a pena, e que pode ser ainda melhor!!
    Também estou em um momento um pouquinho complicado, e mesmo que por vezes eu perca meu ânimo, uma coisa não perco nunca: minha fé de que o melhor está por vir. Sempre esteve e sempre estará. Em um momento de tristeza, podemos contar com a certeza de que uma boa notícia está para chegar, uma nova alegria, um novo sonho a ser sonhado...Não tem como ser diferente!
    Como já te disse, vc teve muita coragem para fazer essa curva no meio da estrada, pois sempre é tempo de recomeçar...
    Espero que esteja se sentindo melhor e que seus novos sonhos possam se aproximar cada vez mais da sua realidade!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Amando essa sua filosofia de vida. Não tem nada mais simples e vida real do que isso. Mas que é difícil, isso é! Adorei o post!

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
  5. Viver é estar disposto a se adaptar a cada esquina, esse texto caiu na hora certa, a gente tem que escolher em acompanhar a curva ou estacionar no meio da estrada e eu, sinceramente, não estou afim de ser atropelada.
    Mudanças nem sempre são ruins, é só a gente deixar a vida mudar e viver o que temos de viver.
    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  6. Minha filosofia de vida também mudou: viver a minha vida. As mudanças podem não ser boas, mas ao menos mudaram algo. Se a gente fica na mesmice, na vida de sempre, se afoga na rotina. Não aquela rotina de gente grande, mas de gente sem perspectiva, sem ânimo de continuar. Enquanto você perde tempo fazendo e refazendo planos a vida está passando do seu lado, só que mais veloz. Não é viver sem planejar, é nãp fazer dos planos a sua vida.

    Até mais.

    ResponderExcluir
  7. Caçadora, o medo só é bom pra uma coisa: lembrar q ainda estamos vivos. Sabe aquela sensação de frio na barriga? Viver é conviver com isso. Lindo post! bjooo

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!