Livro: Clube do Filme

História real de David Gilmour, um pai separado com um filho adolescente começando a se tornar problema. Jesse Gilmour não gosta de estudar. Para completar o drama, Gilmour pai descobre que o filho pode estar envolvido com más companhias e usando drogas. 


Mas David é um pai bacana, um pai legal. Diz para o filho que ele pode deixar a escola se quiser, não precisa trabalhar e pode acordar as 17hs da tarde, desde que assistam juntos a 3 filmes por semana. Sem drogas, ou o acordo estará acabado. Sem nem pensar, o garoto topa na hora.

David é um ex-crítico de cinema desempregado e passando por problemas financeiros. Resolve aproveitar seu tempo em casa para se aproximar de seu filho e quem sabe, salvá-lo de uma vida toda errada.

Os filmes são escolhidos pelo pai, alguns são uma chatice para garoto e outros ele ama e chega a assistir mais de uma vez. O pai sempre dá uma introdução sobre o filme e fala de uma cena específica que quer que o garoto preste atenção. Assim ele solta algumas curiosidades sobre filmes clássicos: Em Interlúdio (Alfred Hitchcock), a escada aparece em um primeiro momento normal, e depois aparece com mais degraus. Por que Hitchcock fez isto? Para aumentar o suspense. Por estas e outras ele é o grande Mestre do Suspense. E outras curiosidades sobre diversos filmes. Ele narra com amor e emoção, demonstrando sua veia crítica e cinéfila.

Assim David vai ensinando Jesse, que se torna aos poucos mais crítico. Jesse se aproxima cada vez mais do pai e sua confiança nele aumenta a tal ponto que ele já desabafa seus problemas amorosos com o pai. Chora e ri sem medo quando está com seu velho. David por outro lado, se surpreende a cada dia com a personalidade do filho. 

O livro é acima de tudo sobre a relação entre pai e filho. O cinema é um recurso interessante, usado para educar e aproximar os dois. Uma escolha arriscada, mas que fez uma grande diferença para a vida dos dois. Jesse descobriu sua vocação, quando quis voltar a estudar, fez por sua própria vontade (isso não é spoiler, nem faz diferença pois não acompanhamos esta fase). 

Foram 3 anos de 3 filmes por semana e conversas sobre a vida na varanda de casa. 3 anos quais David relata com carinho e nostalgia. Após um encontro com o filho 2 anos depois do fim de Clube do Filme, o próprio Jesse sugeriu que o pai escrevesse a história dos dois.

Aqui uma entrevista de uma passagem dos Gilmour Boys pelo Brasil, em 2009:



Só posso dizer que amei o livro e a relação dos dois. São muito fofos e David é um paizão, respeita as escolhas do filho e quer protegê-lo, poupá-lo de todo sofrimento da vida. Através do cinema, ele faz de seu filho um grande homem.



________________________________________________________________
Curta a fã page do Penso. Me siga no Twitter.

5 comentários:

  1. Adorei a resenha! Já vi esse livro em promoção várias vezes e não tive coragem de adquirir. Acho que agora é a hora! =)

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que livro bacana! Parece ter uma historia tão bonita. Sem contar que uma viagem pelo universo cinematográfico, não?

    Nunca ouvi falar do livro, mas me interessei.

    Beijos.
    Www.jadeamorim.com

    ResponderExcluir
  3. Que massa, cara!
    Viva ao cinema, pois!

    Esse é um livro que leria com certeza. É a primeira vez que leio sobre ele. Bela dica, dona Dayane. ;)

    Beijo!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  4. A ideia do livro já seria legal por si só, o fato de ter sido uma história real deixou tudo ainda mais interessante. Acho que quando a gente não consegue falar sozinhos, nada melhor do que buscar apoio em uma linguagem artística, e parece que os filmes fizeram essa base, aproximando pai e filho de uma maneira muito legal. (:

    ResponderExcluir
  5. Que linda a história, parece ser um livro muito bom, e gosto bastante desses "baseado em fatos reais". Filmes são maravilhosos, capaz de aproximar pessoas, fazer com que interajam, conversem sobre aquilo. Eu sempre achei isso.

    Beijos,
    Cenas do meu livro de memórias | Fanpage do Blog

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!