Update: os últimos dias

Estou há 30 minutos procurando uma postagem que preste nos meus rascunhos e até agora nada que valha clicar no botão publicar e reescrever alguma delas dá tanto trabalho quanto escrever uma nova.

E de mais trabalho eu não preciso não, porque é este o motivo pelo qual eu não tô com tempo de postar algo novo e bom. que eu ache bom e olha que meus padrões de qualidade andam bem baixos.

Bem, uma coisa que me aflige nos blogs que eu acompanho é tempo demais sem postagem nova (tempo demais= 2 dias), porque eu fico querendo saber o que que tá pegando na vida daquela pessoa que eu nem conheço, veja bem.

Passando por um surto de autoestima em que imagino que aquela média de 300 pessoas por dia que entram neste blog não caíram aqui por mero acaso, venho hoje atualizar minha situação de vida:

- Trabalho (até aqui nada fora do comum).
- Cansaço e sono (até aqui nada fora do comum).
- Um novo projeto (que tem me empolgado bastante e ao mesmo tempo estou com uma crise de inspiração que não consigo tocá-lo, e sinto cansaço e sono).
- Curso de inglês (duas vezes por semana).
- Namorado (que fez o favor de me acordar as 11hs no domingo para comer coxinha, sim, você leu coxinha. e meu reloginho interno ainda não se recuperou deste trauma: 11hs, domingo).

Eu nunca fiz um curso de inglês na vida, sempre aprendi sozinha mesmo (tks Red Hot, Aerosmith, Gun n' Roses, Alice n' Chains e os encartes de CD que eu traduzia na mão, filmes/séries da adolescência que eu já teimava em ver com legendas, videogame, sites e vídeos do youtube), e nunca acreditei na metodologia tradicional de aprendizagem, mas duas palavras me convenceram: grátis e Senac.

Pois é, minha empresa tá bancando e eu já conheço e confio na qualidade Senac. Além do mais, quando você coloca inglês no currículo, a pessoa quer saber onde você estudou e eu sempre me enrolo ao explicar "então né, conhece uma coisa chamada filmes? Pois é, há um mundo de possibilidades lá.... etc"

Por enquanto, tudo normal como em qualquer ambiente de 5° série onde o professor dá a lição e diz "repeat", "now, let's walk around and talk with five different people". E ai todos ficam vermelhos e se enrolam na hora de conversar e cada um saí para um lado dando risinhos acanhados.




Adorando.
______________________________________________


Curta a fã Page do Penso. Me siga no Twitter.

8 comentários:

  1. Oiiii Day...

    Dei risada quando vc falou que te aflige quando a pessoa fica muito tempo sem postar (tipo 2 dias), imagino que vc deve se afligir muito quando eu faço meus sumiços de tipo 10 dias...hahaha

    Enfim, o que será seu novo projeto que não consegue tocar por cansaço e sono? essas duas coisinhas de fato atrapalham muito a nossa vida!! ¬¬

    Dei risada novamente quando vc citou seu trauma por ter sido acordada pelo seu namorado 11h de domingo..haha...só vc mesma!! 11h de domingo eu já acordei, já fiz mil coisas e provavelmente estou iniciando o primeiro cochilo do dia pós-acordar... \o/

    Curso de inglês é bem legal. O meu faz anos que terminei, mas também dou os louros da minha "fluência" para os filmes e séries...melhor coisa para treinar, aprender e manter a língua afiada. Ok, aqui vai um guilty pleasure, quando estou sozinha em casa ou no carro e vou falar comigo mesma frequentemente falo em inglês pra treinar e também porque soa mais dramático talvez..haha..vc deveria tentar! =P

    Flor, obrigada pelos conselhos no blog, queria master entrar no skype pra gente prosear...rs...mas essa semana está complicadíssimo...tenho prova no sábado...arrrrrgh!!! acho que isso é a coisa que me deixa mais mal humorada e neurótica no mundo...rsss!!
    Mas semana que vem as coisas normalizam, se Deus quiser!!!

    Bjoo e bom restinho de semana pra vc!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc sabe que fico aflita quando vc some! hahaha ~meu jeitinho~
      Ah eu também falo sozinha, mas em português, em inglês eu me arrisco só na minha mente mesmo e fico mto irritada quando não consigo falar alguma frase suuuper complexa ou com irônias. talvez eu não consiga ser engraçadinha em inglês, não que eu consiga em português, ok.

      Excluir
  2. Ah!! Eu também tô tentando encontrar tempo (sei lá de onde) para manter meu blog atualizado de alguma forma.

    Como ex-professora de inglês que aprendeu tudo sozinha (90%), acho importante ter um diploma. Eu, por exemplo, fiz um teste de nivelamento, cai direto no Avançado e me formei em um ano. E sinceramente, só tenho a agradecer aos livros de Harry Potter por isso! Hahaha! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois do Senac quero pegar um prof particular antes de sair pra meu tão sonhado intercâmbio. ai sim, fechar com chave de ouro haha

      Excluir
  3. Olha, eu acho que coxinha é um ótimo motivo pra acordar cedo no domingo, mas isso deve ser só eu mesmo ahahahah

    Compreendo a questão, porque eu também aprendi inglês sozinha e pra explicar isso é bizarro. Tem gente que fica maravilhado, tem gente que olha pra você com aquela cara de "mas que mentchiiira" hahahaha Desculpa aí se eu ouvia músicas em inglês e lia tradução como se minha vida dependesse disso. Serviu pra algo afinal hahahahaha

    Beijos!
    http://cerisepepper.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas acham besteira e não tem noção do quanto essa coisinha "boba" dá um UP em qualquer lingua que vc queira aprender.

      Excluir
  4. Também nunca fiz curso de inglês e me enrolo para explicar como foi que aprendi... Esses métodos dos cursos sempre me irritaram bastante, acho que por isso nunca quis investir num curso real! rs...

    Beijo!
    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb nunca tive coragem de investir nisso, acredito que a gente só aprende quando ama o idioma ao ponto de se expor a ele por vontade própria (livros, filmes, séries, etc) e é o que eu faço.

      Excluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!