O que aprendi namorando

Hoje completo 4 anos de namoro.




o que aprendi namorando

Ainda é um pouco inacreditável na minha mente que alguém tenha ficado comigo por tanto tempo, e vice-versa. Eu sempre fui a garota da turma que dava errado com todo mundo ou estragava tudo com quem gostava de mim. Por um lado queria viver um romance e por outro, queria ser sempre livre.

Não sei como ainda não saí correndo ao ver cada ano passando diante dos meus olhos, porque esta me parece a reação mais óbvia na adversidade, rs. É meio louco se sentir responsável pelo coração de alguém, corresponder expectativas e não sei se eu faço isso muito bem (acho que tenho feito há 4 anos). E descobri que é possível estar com alguém e ser livre ao mesmo tempo. Que um relacionamento não é anulação, não é prisão (exceto nas noites de sábado).

Quando você namora há tanto tempo (4 anos é tempo demais hoje em dia), você acaba descobrindo algumas coisas que só quem namora sabe como é. Eu dizia na adolescência, que quando namorasse/casasse, acordaria sempre antes dele pra me ajeitar e ele jamais me ver de cara amassada e com cabelo desgrenhado (não sou exatamente a Bella acordando vampira, sorry). Hoje, Rapha leva um susto toda vez que eu acordo e ainda aguenta meu mau humor.
o que aprendi namorando


E já que estes 4 anos me provaram que, ao contrário da Frances, eu não sou undateable, e ao contrário do que minha mãe me diz, existe sim alguém no mundo que me aguenta sem ser esquizofrênico, autista ou com algum tipo de retardo mental (nada contra), vou listar aqui o que aprendi namorando:

1. Você tem que ceder.
E alguém vai ceder mais. Mas em algum momento, você vai ceder, de qualquer forma. Rapha diz que sou teimosa e orgulhosa, é muito difícil pra mim fazer algo que eu não concorde. Mas o importante é tentar equilibrar.

2. Brigas são inevitáveis.
Eu passei quase 2 anos do meu namoro sem brigas sérias. Hoje em dia, não passamos um fim de semana inteiro sem ao menos discutir por alguma coisa, menor que seja. Pois é... a convivência faz isso com a gente.

3. Você não vai ligar para chulé (talvez chulé sim), olho de peixe, cílios postiços etc.
Não que eu tenha chulé e Rapha use cílios postiços (ou ao contrário), e não que essas coisas não incomodem, mas elas existem e isso não define as pessoas. Tem gente que é muito fresca e eu também tenho as minhas frescuras, mas ninguém é perfeito e alguns detalhes não tão agradáveis você vai encontrar até no Orlando Bloom (ou talvez não no Orlando Bloom ).


o que aprendi namorando


4- Sexo não será a prioridade.
Quando a gente começa a namorar é aquela festa if you know what i mean. Mas assim como num casamento... você vai saber que sexo está longe de ser o essencial, como as pessoas infelizmente, tem demonstrado por aí. Isto não significa de forma alguma que vocês vão perder o desejo, mas um relacionamento não é exatamente um american pie eterno.

5- Você se afastará dos amigos solteiros e se aproximará de casais.
É normal que você dê uma parada nas baladas com amigos solteiros, porque você não estará na mesma vibe deles. Começa a ser comum as saídas com os casais de amigos. Não é bom se afastar muito de seus amigos antigos, é necessário equilibrar.

6- As vezes ele(a) será a única pessoa que você quer por perto.
Eu sou muito apegada ao Rapha no sentido de não gostar muito de ter que fazer coisas sem ele. Gosto de sair só com amigas (poucas), mas quando o programa envolve lugares mais cheios com pessoas diferentes, prefiro estar com ele. Outras vezes, gosto apenas de ficar em casa com ele, ou ainda sair pra comer fora, também só com ele. É natural que você se sinta assim com a pessoa que está ao seu lado.


o que aprendi namorando


7- Um relacionamento não é conto de fadas.
Conto de fadas são apenas isso, contos. Um relacionamento real vem com decisões, planos, contas pra pagar, ciúmes, defeitos, tudo no mesmo pacote. O namoro é a parte do e viverem felizes para sempre, e conforme o tempo vai passando é o depois do felizes para sempre. E é muito bom.

8. Você tem que se valorizar, ser valorizado e priorizar a confiança no outro.
Eu vim de uma longa jornada de relacionamentos destrutivos, ao contrário do Rapha, que teve apenas uma namorada séria e recebeu uma educação boa o suficiente para saber respeitar as mulheres (ter 5 irmã talvez ajude, rs). Com ele eu aprendi que mereço um respeito maior do que eu achava que fosse possível. Que mereço ser valorizada por quem eu sou e claro, valorizar também uma pessoa que é tão boa pra mim, como ele é. E por isso eu digo que o amor não é o suficiente para sustentar um relacionamento. A paixão, o amor, vem antes, mas tem tantas coisas que você descobre que vem depois: amizade, respeito, carinho, companheirismo, cuidado, confiança.. E se você não for amigo da pessoa que está com você, alguma coisa já está errada. 

Ninguém tem que se anular por causa de ninguém. Ninguém pode depender do outro pra ser feliz e sim construir junto esta felicidade. A felicidade não é o final e sim o caminho. Se em algum momento no meio do caminho, parar de ser bacana, você recolhe a sua parte e segue sua jornada.

E que venham muitos anos pela frente!
______________________________________________________

Curta a fã page do Penso. Me siga no Twitter.

22 comentários:

  1. Escrevemos sobre a mesma coisa!!!!

    Super me identifiquei com seu item 8. Vim de uma série de relacionamentos destrutivos e meu amor nunca havia namorado ninguém!

    Parabéns pra vocês, parabéns pelo relacionamento e pela clareza com que leva sua história!

    Beijinhos e até!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Helena.
      Adorei a sua postagem também!
      Parabéns pelos 10 anos!

      Excluir
  2. Caraca!!! Você da a entender que o relacionamento só te fez bem! Uau! Faz muito tempo que não leio um texto sobre relacionamento tão lucido e tão bem colocado! #Perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau, tkss querida Jaci!
      Fez sim, muitíssimo bem! :)

      Excluir
  3. Que post bonito e verdadeiro, Day! Realmente, 4 anos é um tempo relevante, e a gente deve aprender muito com um relacionamento sólido e bacana assim!
    Parabéns para vocês!!

    ResponderExcluir
  4. Fofa! Aliás, fofos! Muito amozinho em cada dia que vocês trilharem juntos e parabéns pelos 4 anos. De fato, 4 anos hoje em dia é muito tempo. ;)

    ResponderExcluir
  5. AAAAAAAAAAAAAAWN *O* Achei tão interessante seu post! Desde o título, vi ele no Twitter e fiquei louca pra ler, mas estava pelo celular e torci pra eu lembrar depois e vir aqui ler e comentar <3 Tenho apenas um ano de namoro e já entendo como é algumas coisas que você citou em seu post. São todas verdadeiras mesmo e foi ótimo você está sendo honesta ao escrever sobre isso. Que venham sim mais e mais anos para nossos namoros <3 haha'

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jenny!
      Sim, que venham mais e que o seu seja sempre mto feliz também!

      Excluir
  6. Ô Dayane, que postagem mais LINDA!! Parabéns pra vcs, viu? Namorar é um exercício diário de paciência e autoconhecimento, mas vale muito, muito a pena!!! Crescemos muito quando estamos com alguém, fora o fato de que ganhamos muito carinho, compreensão e risadas, né? Huahahuahuahuahu!!

    Um beijão!

    ResponderExcluir
  7. Todo relacionamento tem suas dificuldades, renúncias e compreensões pra poder seguir em frente. É muito bom se sentir amada e amar também, ter alguém pra compartilhar todos os momentos, não importam quais são. Parabéns pelo namoro duradouro e pelas lições e aprendizados com a experiência ao longo desses 4 anos.

    ResponderExcluir
  8. Sou suspeita pra falar, mas acho namorar uma delícia. A gente cresce TANTO compartilhando a vida com alguém, é tudo tão rico. <3
    Que venham muitos outros anos!

    ResponderExcluir
  9. Olha, eu poderia escrever alguns itens desse post facilmente. É tão gostoso namorar, né? Ainda mais por tanto tempo, a gente percebe nossa "evolução" juntos, as conquistas, ri tanto. Eu namorei por sete anos, fomos morar juntos e agora que vamos completar 10 anos juntos vamos nos casar. rsrs quero só ver mudar o "termo" pra marido. Que vocês tenham muitos anos pela frente. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Casa é um grande passo... mas o meu namoro ainda tá começando a andar, falar... ainda tá novo pra isso kk

      Excluir
  10. Realamente namorar por 4 anos hoje em dia é muita coisa, meu último relacionamento durou exatamente isso e tinha gente que me perguntava quando era o casório. Parece que hoje em dia é tudo tão.. sei lá, que nada dura.
    Muitos e muitos anos de felicidades pra vcs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas perguntam pra mim tb, ficam apressando, cobrando, cada um tem seu tempo.

      Excluir
  11. Querida Day,
    primeiramente, parabéns pelos quatro anos de namoro!! \o/
    as considerações que vc fez são muito verdadeiras...
    coincidentemente completarei quatro anos de relacionamento na próxima quinta-feira, e acho que aprendi tanto quanto vc em todos os aspectos!!
    dei risada quando vc falou que pensava em acordar antes para ele não te ver com a cara amassada, pois eu dizia a mesma coisa, tanto que no começo do meu relacionamento acordava antes que ele para colocar minha lente de contato no banheiro, pois achava inconcebível que meu namorado me visse usando óculos...cada uma né!? rsrs!
    mas é tudo muito complexo, como os itens que vc citou...mas quando encontramos alguém como o rapha para vc, ou como meu noivo para mim, acredito que tudo vale a pena!! :)
    beijos flor
    ps: vou te add no skype, o final do meu e-mail é 1986

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Começamos o namoro quase juntas! ahaha

      Excluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!