Carta para meu eu de 10 anos atrás

Este post faz parte do rotaroots, grupo de blogueiros de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogsfera viva. Vem junto com a gente clicando aqui.

O tema da blogagem coletiva deste mês é escrever uma carta para seu eu de 10 anos atrás, inspirado na Tag da Hypeness.

_____________________________________________________

Pega leve no Flash!

Day,


Eu sei que isso vai soar bem estranho (e sei também que você vai acreditar muito nesta história maluca, porque é o tipo de coisa em que você acredita), mas quem lhe escreve sou eu (ou melhor, você) daqui há 10 anos.


Você passa horas pensando como será a sua vida no futuro. Imagina que gente de 26 é muito velha e quer logo chegar aqui, achando que enfim terá independência, estará trabalhando em uma redação de jornal ou revista bem legal. Um vida dos sonhos. Tenho que te contar que a sua vida (a minha, enfim, a nossa), é bem diferente aqui em 2014.


Mas não se entristeça. Muita coisa mudou para melhor. Você não vai chorar mais - tanto - com coisas sem sentido (apenas com coisas relevantes, tipo Harry Potter), não vai mais se incomodar de se sentir tão diferente das garotas da sua idade... você vai conhecer um monte de pessoas como você no mundo dos blogs (o substituto para seus diário de papel).


Vou te dar alguns conselhos valiosos já que você adora listas:


1°- Arrisque: Sabe aquelas oportunidades meio malucas que surgem pelo seu caminho de vez em quando, que você lê em algum livro ou na revista capricho? Pois é, você vai ser medrosa demais para aceitar muitas delas. Você não vai sair de casa quando achava que era a hora, você não vai viajar quando sentir vontade, você não vai morar com aquele namorado (ainda bem!), porque você se tornou medrosa demais. Então, mude isso agora, pois aos 26 você terá perdido muitas oportunidades. (Comece cortando este cabelo!)


2° Profissão: Você está pensando em cursar Jornalismo. Apesar de ser uma profissão maravilhosa e que você admirará a cada dia da sua vida, é uma profissão que te limita. Você se formou em Publicidade, e pela primeira vez trabalhou feliz na sua vida. Não perca 2 anos cursando Enfermagem (pois é, você fez isso).


3° Coração: Sabe isto que você está sentindo agora? É ruim, não é? Então, desencana. Você vai perder muito tempo nisso e no fim não te levará a nada. Serão quase 5 anos perdidos na sua vida, por alguém que não vale nem um minuto do seu tempo. Acredite, algumas pessoas não mudam. E o mais importante: ninguém muda ninguém.


4° Sobre quem você é: Desencana de tentar ser como as suas amigas. As prioridades delas são outras, elas não veem o mundo como você vê. Você continuará amando-as, mas elas nunca irão penetrar aí dentro. Poucas pessoas irão e uma delas será um homem. Ele será seu melhor amigo e seu amor. Vai demorar para acontecer, mas quando o conhecer, você saberá.


Você definitivamente não é esquizofrênica, não tem síndrome do pânico e nem é bipolar. Você é apenas diferente. Você é sensível, curiosa, sente as coisas de um jeito diferente. Você enxerga o mundo de um jeito que as vezes parece que vai te deixar louca, mas a boa notícia é que existem pessoas como você aí fora e elas são as pessoas mais loucas e interessantes que você vai conhecer na vida. E você vai encontrar um jeito de extravasar tudo isso que você guarda aí, assim ó: na arte.


Você terá orgulho de quem é em alguns momentos (em especial, naqueles em que você apenas fala o que pensa pras pessoas, só porque você é assim) e em outros momentos, vai desejar ser uma pessoa que vê novela e Faustão no Domingo e só conversa sobre o tempo. 


Mas o importante é que você vai acabar embarcando em uma jornada muito pessoal de autoconhecimento. Vamos juntas?


Ps: Não, você não vai ter dinheiro o suficiente para comprar um carro aos 18 anos e aos 26, o metrô será seu melhor amigo. Você também não vai ter o Arthur, o Matheus e o Dimitri e vai descobrir que sua decisão de não ter filhos é uma das melhores que já tomou na vida.



__________________________________________

E você, que tal escrever uma carta para seu eu de 10 anos atrás? Olha, é revigorante!


Curta a fã Page do Penso. Me siga no Twitter.

15 comentários:

  1. Muito criativo os temas dessas blogagens coletivas, eu entrei pro grupo. Vamos ver se posto algo, mas nem sei o que tava pensando há 10 anos. Uma década é muito, mas quando a gente se põe a pensar, parece que foi outro dia. Você tem um jeito peculiar de escrever que dão aos posts mais encanto. Acho que vou colocar a mente pra trabalhar e buscar lá atrás o que pensei e fiz ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc entrou! Blogueira há mais de 10 anos, tem que estar no grupo mesmo haha
      Vou adorar ver seus posts, como sempre.

      Excluir
  2. Muito legal! É pra quebrar a cabeça mesmo...Mas no fim acho que vale a pena.Quem derá pudéssemos realmente enviar uma carta do futuro ,mesmo antes de vivermos o mesmo. Muitas coisas poderiam ser evitadas, porém a vida não teria muita graça. O bom da vida mesmo é o desconhecido, o aprender a cada momento uma coisa nova! Ah , bom mês a você também!!
    Abraços...=)

    ResponderExcluir
  3. Olá Dayane :)
    Estou amando os posts dessa tag, já me emocionei horrores. Fico imaginando como seria nós todos há 10 anos, recebendo essas cartas e pensando em tudo o que está sendo dito...
    O fato é que nunca é como a gente sonhava... Mas a realidade tem a vantagem de existir, né?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Day!!! :)

    Amei essa ideia de escrever uma carta para si mesma de dez anos atrás!
    Foi muito fofo tudo o que vc falou para a vc-do-ontem!

    Sabe, depois de ler o que vc escreveu fiquei com vontade de falar algumas coisas para a antiga-eu, porque o meu blog-diário eu escrevo para a futura-eu, visto que a eu-do-passado (principalmente a de 10 anos atrás) era tão tonta, fazia tanta coisa que hoje me causa vergonha alheia, que prefiro não pensar muito nela para não me irritar!

    Acho que deve ter sido mesmo revigorante escrever essa carta, não farei o mesmo porque senão acho que pegaria pesado demais com a minha versão de 17 anos de idade. rsrs!! Mas a Dayane de 10 anos atrás gostaria muito de receber essa cartinha, disso tenho certeza.

    Bjooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Clara, se eu fosse vc faria viu, rs
      É uma sensação mto boa!

      Excluir
  5. Achei genial essa ideia de escrever pra você de 10 anos atras, as postagens estão todas lindas, to amando ler.
    To com bastante vontade de escrever uma pra mim, mas to meio perdida sobre tudo o que eu queria dizer.
    Teus conselhos foram bons, amei essa parte: "Você definitivamente não é esquizofrênica, não tem síndrome do pânico e nem é bipolar. Você é apenas diferente." hahaha muito bom!

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  6. Ahn será que foi só eu que achei esse tema MUITO profundo?? ahahaha não consigo nem começar a escrever, as coisas mudaram TANTO que eu vou cair em lágrimas, com certeza. Vou pensar numa maneira engraçada e divertida pra escrever para aquela antiga eu rs
    Quanto a sua carta, achei o máximo!! Realmente tem uma fase na vida que nos sentimos totalmente bipolar, acho que é porque a gente não se entende ainda. Quando voce descobre que voce não precisar ser como os amigos, o mundo realmente se abre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito profundo mesmo, Nanda. Também achei, mto revelador. Mas é uma sensação mto boa.

      Excluir
  7. É revigorante mesmo escrever isso, foi um exercício para colocar as coisas em perspectiva. Mais que alterar o passado, é perceber como os nossos erros e acertos colaboraram para o presente, e o que aquela pessoa de 10 anos atrás pode nos trazer de bom. Às vezes a gente sofre demais sem necessidade, ou perde tanto tempo fazendo algo que não tem nada a ver. Mas se alguma certeza, alguma coisa útil sair desse buraco, já acho que valeu a pena.
    É bom saber que você está num lugar legal na sua vida, e parece ter se encontrado. Com certeza a Dayane de 16 anos está orgulhosa de você :)
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. KKKKKKKK
    ADOREI A CARTA.
    sério.
    preciso escrever uma pra mona de 10 anos atrás (quando eu tinha 10 anos O_O)
    kkkkk amei, sério.
    mas acho que eu ia ser uma criança muito novinha. então é dificil escrever uma carta pra mim... pelo menos nessa idade é.
    adorei, leitura gostosa demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah escreve sim, isso vai ser divertido!!

      Excluir
  9. Sua carta ficou fantástica! É como vc disse, a gente tem muita coisa em comum mesmo né? Mas acho que aos trancos e barrancos a gente amadureceu! Com o tempo a gente aprende a se aceitar mais e não ligar para os padrões! Não sabia que você fez 2 anos de enfermagem e também passou por essa coisa de que faculdade cursar! Queria ter saído do direito também, mas agora é seguir em frente! Também foi revigorante escrever minha carta e me fez pensar muito!

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!