Um pequeno universo paralelo muito particular

Chega esta época do ano e sinto que minha vida cai num limbo completo e misterioso que dura até o mês do meu aniversário. Não existe mais aquela bolha imaginária do ano novo vida nova. Aquele portal invisível que todos pensamos atravessar às 00hs do dia 31, em que deixamos todos os problemas, as contas e os desafetos para trás e damos às boas-vindas à uma vida nova e do jeitinho que sonhamos, se fechou, e SURPRESA!!!! Não tem uma vida nova do lado de cá.

E agora é fevereiro, aquele mês em que a vida já tá andando no ritmo de fórmula 1, as contas pipocando na nossa cara e os problemas, ah, esses danadinhos, eles não só permanecem como inclusive aumentam. E estamos longe demais do próximo portal mágico do dia 31, ao mesmo tempo em que os dias estão passando com uma velocidade sobrenatural.

Meu ritmo vai caindo, aqueles planos todos que tracei em dezembro já parecem utopia, já deixo de levá-los tão a sério. O planejamento anual já está perdido na escrivaninha de alguma casa que nem é a minha. Minha mesa do trabalho ainda parece a mesa de estudo de um candidato a cargo público e eu ainda sento todas as noites em frente ao notebook pra ler blogs aleatórios e jogar candy crush.




Permaneço ansiando pelo mês de julho, o momento em que caio na real que já estamos na metade do ano, e choro as mágoas de um semestre perdido sem ter feito nada produtivo. É o momento em que geralmente começo a fazer o que deveria ter feito em janeiro. Colocar a vida em dia, arrumar minha mesa, jogar fora as correspondências acumuladas na minha gaveta, entrar de volta no meu caminho e começar a correr atrás de realizar aquele item mais fácil e obvio porém não menos necessário do planejamento anual.

E olha, eu sei que deveria estar dando um jeito nesta pequena desventura existencial ao invés de reclamando aqui, eu realmente sei. Mas se for assim, quebrarei o curso normal da lógica de acontecimentos que formam esta coisa cômica e desajeitada que costumamos chamar de minha vida. E eu ainda mantenho a dignidade de respeitar minhas próprias regras acidentais.

Ps: Eu ainda não sei exatamente sobre o que é este texto. Você também se sente assim?


Curta a fã page do Penso. Me siga no Twitter.

5 comentários:

  1. Pois eu sei bem sobre que é este post...:))) Quem é que já não passou por isso???
    No meu cantinho estamos em festa de aniversário com sorteio e novidades,convido-te a dar um saltinho até lá!!!
    Beijinhos
    Maria


    ResponderExcluir
  2. Oi Day, tudo bem?
    Estou sumida né, mas voltei.

    Olha, concordo plenamente com o que vc falou no primeiro parágrafo deste post, aliás, no post inteiro, achei genial a descrição do portal invisível que atravessamos no dia 31 de dezembro. É a mais pura verdade, e acho que é bem em fevereiro mesmo que dá para perceber que a "vida nova" não é nada mais do que a mesma que vc tinha dois meses antes, em dezembro. Hunf!

    Claro que cabe a nós mudarmos o que não está bom, mas isso pode ser a partir do dia 02 de agosto ou 23 de março, não faz diferença, porque o "portal" nada mais é do que a nossa própria cabeça renovando as esperanças...Eu também percebo que enquanto eu fizer as mesmas coisas, e tiver as mesmas atitudes, não importará quanto gire o calendário, os problemas continuarão até que eu mude a minha forma de agir e pensar...
    É complicado, e eu te entendo, amiga. Mas, temos que engatar uma segunda, uma terceira, e seguir em frente! Te desejo sorte!!!

    Ahh, seu cabelo ficou ótimo. Melhor coisa do mundo é poder lavar e sair na rua. Rsrs. Eu costumo lavar o meu antes de dormir, assim "amasso" com a cabeça durante a noite e de manhã ele está ajeitado. \o/ Hehehehe!!

    beijooooo

    ResponderExcluir
  3. Sei bem como é isso. Infelizmente, fevereiro vai acabando e toda a nossa energia que adquirimos no começo do ano parece ir embora do nada. Nossos planos vão ficando para depois de novo e assim seguimos a vida. Espero que pelo menos risquemos 1 item da lista de ano novo, pq dá tempo!

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Só digo um negócio: ri pra caramba com esse post.
    Será que sou ruim, cara? Rindo da desgraça alheia? Oh, não vou pra o céu! hahaha
    Foi só um dia ruim. Ou dias ruins. Você encontrará ânimo e jogo de cintura pra colocar o que planejou em prática antes de junho. Eu acredito. ;)

    Um abraço!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  5. Gentee! Fantástico seu blog! Amei os posts e esse texto então também me resume! ADORO passar por aquele portal mágico também! Ele é tão cheio de esperanças! hahahahaha! Mas é como você disse, daqui a pouco chega julho e a farra acaba! Mesmo confuso, minha funciona assim! Ha! O layout tá perfeito e é super criativo! Ganhou uma fã! Beijos!

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!