A Jornada até Aqui

Me sinto na obrigação me explicar sobre o que tem me deixado por dias distante do blog e da vida internética no geral, além de servir como um desabafo: As aulas começaram. Ou melhor, o 7° semestre começou.



Eu explico: Assim como quase tudo nesta profissão, nosso TCC não é tradicional como dos outros cursos. Nós realizamos o projeto experimental, que consiste em um mega projeto  agregador de todas as disciplinas do curso de publicidade aplicadas à uma vítima empresa real, que tenha coragem disponibilidade de deixar sua comunicação inteirinha nas mãos de um grupo de loucos quase profissionais de publicidade. É claro que é um projeto de caráter experimental, ou seja, não vamos ferrar com o negócio de ninguém (não muito).

Sim, o projeto me assusta mas só não me afeta mais do que a tristeza de ver a minha turma inteirinha no 8° semestre e eu ainda no 7°, tudo porque eu não consegui prosseguir com o curso no último semestre de 2012. Uma pena, mas a vida continua.

A sala do 7° semestre que eu caí tem cerca de 70 pessoas, o que fez o coordenador transferir alguns alunos para outra sala. Eu me ofereci para mudar de sala, já que nesta primeira, não senti um mínimo de simpatia de ninguém comigo, que cheguei completamente perdida. Na outra sala as pessoas são mais receptivas mas não mudou o fato de que ainda não tenho um grupo.


O que me conforta é que não estou sozinha, tenho uma amiga que também ficou travada no ano passado e acabou indo parar nesta sala. Estamos sem agência para concluir o trabalho e estamos realmente preocupadas. Além da sensação de que esse projeto é demais para que eu consiga concluí-lo com qualidade, há a situação desconfortável de "não se encaixar".

Sendo bem sincera, eu nunca me encaixei de fato. Nunca fui deslumbrada com o fato de estar na faculdade, nunca fui para a aula fazer amizade. Nestes três anos de curso eu não fui para o bar NENHUMA ÚNICA VEZ. Nunca - fui - para - o - bar. Ps: Eu estudo a noite e sou psicologicamente saudável - ainda.

Como eu contei neste post aqui sobre a faculdade, me gabava por achar fácil e por viver tão despreocupada. Mas no meio do caminho me surpreendi com a maldita DP que me bloqueou um semestre. Um semestre inteiro não é coisa de se desperdiçar, é muito tempo da vida!


Olhando para trás sinto que estes três anos de faculdade se passaram muito rápido. Me lembro de alguns professores mas da maioria eu me esqueci. Me lembro de nomes de colegas que foram desistindo ou mudaram de faculdade, mas não consigo recordar de seus rostos. Lembro de noites em claro mas não lembro do peso disso na minha rotina. Quando pensei que iria passar 4 anos na faculdade achei uma ideia absurda, achei que nunca iria acabar. E agora parece que não demorou tanto, foram três anos mas a sensação é que se passou apenas um. 

E resta mais um pela frente que parece quatro.
Vou tentar sobreviver a este ano e continuar postando a série "30 coisas em 30 dias" e visitando os blogueiros queridos.

12 comentários:

  1. Gostei muito do texto. Eu estou no último ano de faculdade também, 5° período. Passa realmente MUITO rápido. E tem sempre aquele pensamento de "cara, mas eu aprendi o bastante?"

    Mas uma coisa que eu escutei ontem e até pretendo escrever um post em breve, me chamou a atenção e me abriu os olhos: "governar a si mesmo" Acho que todos conseguem. Basta tentar.

    Malú I am.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então a sua facul tem 3 anos? A minha tem 4 anos... estou no 7° período, de qualquer forma passa mesmo muito rápido!!

      Excluir
  2. Uma DP deve ser difícil, nunca peguei e espero não pegar nesse um ano e meio de Letras que ainda tenho, mas o esquema é não desistir e reaprender algo que não deu muito certo na primeira vez!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça tudo para não pegar, é mto estressante.

      Excluir
  3. Passei por essa também, de estar um período abaixo da turma que comecei, mas cheguei lá, a monografia me assustou, porém consegui sair ilesa. Pior que ter de se dar com outras pessoas de uma turma nova e vencer esse desafio. Desejo sorte no seu TCC.

    ResponderExcluir
  4. Arrumar pessoas para fazer grupo e que temos afinidade é uma coisa muito difícil mesmo. Eu estou indo para o terceiro e peguei 2 DPs, o que vai me atrasar por 1 semestre inteiro também. Uma pena, mas... Sorte e energia para a gente né, e para você principalmente, que as noites em claro terminem logo! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puts... cuidado para não pegar mais pois cada vez a gente vai atrasando mais o término... é mto cansativo isso =/

      Excluir
  5. Período de TCC é isso ai mesmo: stress, correr contra o tempo e ainda tentar manter harmonia com o grupo na busca de um objetivo. É difícil e chato, mas o resultado final é recompensante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aprendendo isso aos poucos, só não vejo a hora da parte recompensante chegar... =(

      Excluir
  6. Eu acompanhei um pouco desse seu ciclo na faculdade. Mas agora te acho tão mais calma. E falata tão pouco para acabar. Depois só lembranças boas.

    Na época em que fiz, tive que trancar um semestre e me afastei da minha turma. Não conseguia me encaixar com novas pessoas e isso acho que faz parte das pessoas introspectivas.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É dificil quando vc tranca e depois entra em uma turma onde as pessoas já se conhecem... ainda bem que falta pouco.

      Excluir
  7. Sabe, as vezes os 4 anos passam tão rápido q quando a gente termina se pergunta "eu fiz mesmo isso?!", ainda mais quando a cabeça entra em pane, por conta do "vazio" q os estudos deixam, mas é algo que acontece. O que eu meio q me arrependo de não ter feito na facul foi ter viajado mais, ter estado mais em contato com o lado divertido q isso proporciona, mas tá, a gente só tem ideia disso depois. Ah, o Tcc de vcs parece ser legal, a vista do nosso q é em essência teórico e q vai apodrecer na biblioteca da instuição depois. O de vcs pode servir de base pra mais tarde. Bjão Caçadora!!!

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!