Vai Doer, Mas Vai Passar

Sabe quando você vive uma decepção amorosa e azamiga olha para tua cara e diz: "Amanhã você vai rir disso tudo", e você só consegue imaginar que essa é a pior besteira do mundo.




Pois bem, essa semana encontrei uma amiga de pós-infância (cerca dos 14 anos), que já não via há muito tempo e acabamos por relembrar dos "causos" da nossa adolescência. 

Tanto ela quanto eu, passamos por filha-da-putagem de algum cara que amamos em algum momento da vida. Tanto ela quanto eu achamos que era muito mais do que poderíamos aguentar. Tanto ela quanto eu ouvimos alguém dizer "amanhã você vai rir disso tudo". E claro que tanto ela quanto eu achamos insano rir de algo que nos fazia sofrer tanto.

Acontece que quando você está com uma pessoa que ama, você não imagina como pode ser a vida sem ela, e se imagina, é porque algo está errado. Não tem como você se preparar para o momento em que a pessoa vai dizer "não dá mais", e muito menos o momento doloroso de vê-la com outro. Mas fato é que em 99% das vezes isso acontece cedo ou tarde, porque as pessoas hoje já não conseguem se manter no mesmo relacionamento por muito tempo. As pessoas não tem mais paciência para aguentar- e superar - defeitos alheios, ninguém quer assumir os problemas, a família, e a joanete de uma outra pessoa.

O que é certo é que alguém vai te magoar, e você vai magoar alguém, em algum momento da sua ínfima existência. E quando isso acontecer você vai sentir que  é muito mais do que pode aguentar, mas acredite, vai doer, mas vai passar.

E quando você encontrar aquela sua amiga que passou tudo ao seu lado, vocês irão olhar para trás e confirmar que sim, é possível rir disso tudo.

@PetitDay

9 comentários:

  1. Day, muito bom, dei risada sozinha com o jeito q vc escreveu esse post! Comigo aconteceu exatamente a mesma coisa quando outro dia encontrei uma amiga dessas épocas da vida, a gente relembra tudo e desacredita que tudo era tãããão intenso e importante naqueles momentos. Dos meus 14 aos 17 anos eu amava tanto um cara idiota que só me fazia de palhaça que quando eu penso naquela "eu" daquele tempo me dá uma vergonha alheia que fico com vontade de enfiar a cabeça num buraco. Hahaha. Mas faz parte do nosso aprendizado, né.
    No meu próximo post colocarei uma foto da minha doguinha. :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Sim, no fim a gente ri, mas rimos de nós mesmos. Eu rio pensando coisas como "nossa, como eu era besta", pensando que poderia agir diferente em determinada situação.

    Mas na hora realmente não é assim, quando a gente ama alguém, não somos as pessoas mais racionais do mundo e até por isso sofremos bastante.

    No fim é isso, vamos crescendo e ficando calejados para que o sofrimento seja cada vez mais amenizado nesse tipo de situação.

    ResponderExcluir
  3. Estranhamente nunca namorei e consequentemente nunca tive uma decepção memorável.
    Mas Perdi um amigo, isso doeu, tanto quanto. Acredito.

    ResponderExcluir
  4. A gente sempre acha que nunca vai passar né, o bom é que passa, e vamos pra outra! \o


    bjs.

    http://coposcheiosdevodkaerocknroll.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. No momento em que amamos realmente não pensamos na vida sem o outro, e se pensamos tem algo errado mesmo, sempre pensei isso! Mas enfim, dores de amor passam, daí amamos de novo, quebramos a cara de novo e o ciclo continua --' rs

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  6. rir e crescer... penso que nao superamos mas sim aprendemos com nossos amores...
    lindo texto.

    ResponderExcluir
  7. Eu também acredito que somos capazes de superar muita coisa, às vezes diante da situação mé que descobrimos que temos uma força tamanha que chega a ser descomunal. É certo que algumas decepções deixam marcas, às vezes profundas, mas mesmo a tais maracas somos plenamente capazes de sobreviver, para rir de tudo no dia seguinte...

    Abração querida, ótimo post!

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com.br/2012/10/a-troca.html

    ResponderExcluir
  8. Como sempre dizem quando uma criança se machuca, "antes de casar sara". Serve no caso também. ;)

    ResponderExcluir
  9. Verdade.Hoje ninguém se interessa em assumir responsabilidades à dois.Acho que um relacionamento precisa dessa entrega,desse compartilhamento tanto perceptível quanto abstrato.

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!