O que são memes, afinal?



Tenho uma revelação para fazer: EU AMO MEMES. Cults, me odeiem. Ou me amem.

Para começar a falar sobre o assunto, primeiro vou explicar o que são memes, afinal? Meme é "uma unidade de evolução cultural que se propaga de indivíduo para indivíduo".. "replicadores de comportamento.." São trechos do livro O Gene Egoísta de Richard Dawkins, que ao que parece foi a primeira definição do termo meme.

Resumindo, meme é um tipo de comportamento repassado de um para outro, que se espalha como vírus. Na linguagem da internerds, é tudo que cai na boca do povo. Porém, um viral por si só NÃO é meme, o meme surge com o que as pessoas na internet fazem desse viral, gerando interação e versões.

Exemplo do vídeo da "Luiza no canadá", onde o vídeo da construtora se tornou viral, porém as possibilidades geradas com a frase "menos a Luiza, que está no canadá", se tornou um meme.

Então, se você acha que meme é só aquelas tirinhas de fatos do cotidiano, que vemos pelos facebook, com aqueles desenhos "feito a mão", como o troll face, poker face, not bad, etc.. você está errado.

Meme vai além:
- Vídeos (para nossa alegria, Sou foda, Rebecca Black);
- Jargão (Todos chora, Corrão, Vem gente!, fica vai ter bolo); 
- Rage faces (que são as carinhas do troll face, forever alone, poker face, me gusta);
- Rage comics (que são as tirinhas feitas com os rages faces, são os memes mais comuns e conhecidos);
- Comportamentais (classe média sofre, Pobregram, Hipster da depressão, manolos);
- Imagens ( Willy Wonka, Keep calm and..) e tudo mais que você possa ver ou ouvir se propagar pela internerds gerando visibilidade, interação e principalmente versões.

Meme Oh, really?
Os memes são muito hostilizados pelas pessoas que não entendem, ou que estão alheios à "cultura da internet", ou que apenas acessam o facebook para manter contatos e se irritar com os memes..(risos)

Porém, a internet É ISSO. É integração de povos e culturas, é compartilhamento, é novidadedes, é efêmeridades, é cultura MEME.

Se você não entende isso, então, você é completamente out. Hahaa. Mas claro, ninguém é obrigado a gostar!

Apesar de gostar dos Memes, eu não fico compartilhando tudo o que vejo no facebook ou no Twitter, por questão de bom senso. Acho completamente DESELEGANTE (meme da Sandra Annenberg, lembram?), fazer spam na timeline alheia. 


Meme Willy Wonka
 E essa coisa de fazer spam não rola só com a galerinha mais nova que fica compartilhando conteúdo sem parar, pois se você compartilha foto de criança com doença e animais mal tratados com aquelas frases "se você é contra a violência compartilhe", acredite, você está fazendo spam e NÃO está fazendo nada pelo fim da violência, okay?


Meme Okay
Quem compartilha memes é visto como infantil e sem noção pelas pessoas que compartilham conteúdo religioso, violento, e preconceituoso, que é hostilizado por que não concorda e por aí vai.. Eu penso que cada um faz o que quizer com seu perfil, por mais que eu me irrite completamente com quem narra futebol, novela e filmes no Twitter e Facebook, não acho que seja motivo para excluir a pessoa. Tem uma forma mais fácil chamada "desassinar feed de notícias" hehe.

 Por fim, quero dar uma opnião pessoal (se é que alguém se interessa):
Crescemos vendo desenhos animados na TV, Chavez, Doug, Power Rangers, etc.. mas essa é a NOSSA cultura! Não adianta nada reclamarmos que os jovens de hoje não tem acesso a isso, e que NÓS somos previlegiados. Hoje, eles tem a internet, eles tem x-box com Kinect, eles raramente vão para a frente da TV ver desenho. E nós também não iriamos se tivéssemos internet na nossa época de criança. Somos nostálgicos pelos nossos tempos e isso é ótimo. Só acho que não faz sentido lamentarmos a atualidade, a tecnologia.

Os memes são a cultura da internet hoje, e existem pessoas que se dedicam a estudá-los e tudo o mais relacionado com essa nova cultura. E é com isso que seu irmãozinho, ou seu filho vai crescer. É isso que existe para eles hoje, e isso não é errado, não vai fazer dele um acéfalo. O que fará dele um acéfalo é o que ele irá fazer com o que tem nas mãos.

Sou uma (quase) publicitária, atualmente trabalho com redes sociais, e quero investir nessa área. Não sei se eu teria esse olhar senão estudasse/trabalhasse com comunicação. Mas é fato que sempre gostei de produzir conteúdo e estar por dentro das redes sociais.

Eu não compartilho memes o dia inteiro, mas eu adoro os memes, eu leio, eu procuro saber, eu me interesso pelas questões comportamentais na web 2.0; Eu escolhi fazer isso com o tanto de conteúdo que chega até mim todos os dias pelas redes sociais.

Depende de cada um converter esse conteúdo em cultura e conhecimento, ou apenas em gerar lixo atrás de lixo, e prosseguir falando mal sem tentar entender a linguagem e relações geradas cultural e comportamental nos dias atuais.

Se você se interessa pelo assunto e quer saber mais, indico esses links:
Esse Podcast do Braincast 9 é ótimo, encontei enquanto escrevia o post e pesquisava sobre memes:



Curta a fan page do Penso clicando aqui e me siga no @PetitDay!!

14 comentários:

  1. Achei arretado esse teu post!
    Tinha uma breve e simples noção do que era memes e até gosto deles. Não sou de compartilhar muito também porque acho que se a gente fosse compartilhar tudo que julga ser legal, passaríamos o dia floodando a timeline alheia hahahaha. E isso não é muito legal de se fazer, certo?

    Adorei o post, Day, bem explicadinho e super interessante.

    ;)

    E VIVA OS MEMES!

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu gosto de alguns memes, mas não compartilho todos e nem acho graça na maioria,rs. Mas acho legalzinho alguns ><

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  3. Mea culpa! Eu compartilho um bocado de memes, apenas não sou muito fã de Willy Wonka Irônico (fiz até um post a respeito discutindo sobre a essência da ironia), porém, há memes muito legais como o da Coruja Depressão e Funérea Depressão. Adoro os memes de animes / mangás e os mais ácidos, como os mencionados. E se tenho tempo, eu floodo mesmo, basta cancelar minha assinatura quem não se agrada com isto.
    Acho muito mais digno do que estas guerras santas que presenciamos entre crentes, católicos e ateus (estou quase desistindo da ATEA, que de início parecia uma proposta boa e agora só incentiva a discussão) e estas fotos sinistras de fetos abortados e animais estraçalhados. Qual a diferença entre estas pessoas e quem compartilha memes além de que não fazem nada de útil sem tirar a bunda da cadeira? Os que compartilham memes não são hipócritas.

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto de memes, mas tem horas que irrita. Por exemplo, tem gente que fica nisso o dia inteiro, é chato. O que eu mais gosto é esse do Willy Wonka. São todos engraçados demais >_<

    PS: mas gosto mesmo é dos memes de blogs, principalmente se envolvem filmes e/ou músicas. ^-^

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  5. Dayane, eu gosto demais dos memes, mas prefiro esses que rolam nos blogs, porque são interessantes e você pode se expressar. Esses que são mais a cara do FB não sou muito adepta, confesso que odiei esse que foi febre no FB "Ui... esse da imagem 01 do post, mas adorei esse do cara da fantástica fábrica de chocolate (então...conte-me...), já esse da cara feia e monstruosa eu detestei também, enfim, tem uns legais, mas outros muito chatos. E que tem gente que abusa e enche a TL, daí a gente passa a antipatizar, mas a galera capricha e é bem inteligente.

    ResponderExcluir
  6. Essa questão que tu levantou sobre sermos nostálgicos, me lembrou o que um músico tradicionalista do interior de Caxias, o Boca de Sino, me disse outro dia:

    "Tem gente que diz que o tempo bom já passou. Eu acho que não. Passou para nós, mas os jovens de hoje acham que está bom"

    Outra coisa que ele me falou e que eu achei genial foi sobre aquela história de dizerem que os mais velhos sabem mais que os mais novos. Ele disse:

    "Sim, nós sabemos do que nós vivemos, mas sabemos mais que os jovens? Se tu der um celular pro meu netinho, tu vai ver que ele sabe mexer muito melhor que eu, que mal sei ligar e desligar. Então não tem essa de que os mais velhos são mais inteligentes."

    Ok, isso não tem muito a ver com memes, né? Mas é que há semanas que eu estou querendo compartilhar essas falas com alguém. A simplicidade e humildade de um cara mais velho que vive no meio de uma cultura que diz "o mundo está perdido, os jovens são tolos" foi fantástica pra mim.

    Adorei saber mais sobre memes. Adorei o post. Adorei o modo como tu escreveu. Fantástico, Day!

    ResponderExcluir
  7. Eu tbm gosto do memes.
    Pára que as pessoas compreendam a história contida no quadrinho é necessário ter um nível de interpretação haha

    Ha.. e sobre a nostalgia isso é bem verdade.

    ResponderExcluir
  8. Tenho essa mania besta de criticar as manias alheias.Sou total out, mas é meio que uma vingança nerd.A pessoa chega toda saltitante com o assunto da moda, e eu, poker face mode on, dou uma explicação sócio-político-filosófica do porquê de eu não gostar do tal assunto.Eu sou um meme, um bem chato.Kkkk.E lanço anti-memes, que a maioria não vai compartilhar, tipo o da tv zumbi lá no face.Só a Valéria pra me agüentar...

    ResponderExcluir
  9. Ah, ótimo o post, mudou em parte meu conceito sobre memes.Parabéns.

    ResponderExcluir
  10. Ah, eu também curto os memes para caramba. Realmente há alguém que não goste?

    '-'

    ResponderExcluir
  11. Eu compartilho esse mesmo pensamento que você. Acho que é pelo fato de estudar muito comunicação (faço jornalismo, né? rs). Adoro os memes, mas quase não compartilho. Acho spam coisa muito fail.
    Adorei esse seu post mais aprofundado no assunto.
    Quanto ao anime, procure por esse nome (Ano Hi Mita Hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai) neste site aqui http://yokaianimes.com/verAnime.php .
    Na minha opinião, um dos melhores lugares para se fazer download de anime que tem!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Eu acho memes legais e engraçados, mas tem uns que irritam hahah
    Bj

    ResponderExcluir
  13. Eu tinha q ter visto isso antes de escrever meu tcc.. Adorei a visão sobre os memes e o fato de nos apegamos a nossa infância, e olhando pelo ponto levantado acima podemos perceber que é bem verdade, assim como é verdade que deixamos boa parte das coisas ditas naturais, como andar de bicicleta, na nossa época pela tv e videogame, e isso era nossa perspectiva de tecnologia de massa ao qual tinham acesso. Hj não, com a internet e cada vez mais sua propagação e o avanço de que temos q nos atualizar é mais do que necessidade virar tecnológico, se não a gente nao acompanha o mundo e não nos tornamos atuais. Otimo post Caçadora!!! Adoreiiii!!! principalmente os links abaixo. Bjooooo!

    ResponderExcluir
  14. De memes, gosto mesmo dos dois primeiros citados: videos (alguns) e jargões (tem uns fenomenais). De resto, juro que detesto aqueles desenhos de "troll face" e similares.

    Uma vez ou outra acho que seria ok, mas o povo usa isso até a exaustão.

    Mas excelente post.

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!