The time is over

Me sinto como uma pessoa velha que já viveu tudo o que se tem para viver, e passa os dias ouvindo o rádio esperando o dia de sua morte natural chegar. O problema é que não sou velha ainda e não vivi tudo o que tenho para viver.

Não sei explicar isso, mas parece que com 24 anos de idade não dá para fazer mais nada de interessante! Parece que as pessoas olham na minha face pensando: "Não casou, não teve filhos, não se formou, não ficou rica. Porra minha filha, morre né!"


Eu sei que pode ser paranóia minha, e provávelmente é, mas hoje eu até perguntei aqui em casa se existia uma maneira de "burlar" a certidão de nascimento para que eu possa voltar aos meus 20 anos. Me sentiria mais "útil". Estaria me formando, teria o mundo inteiro a minha disposição, poderia escolher o que fazer depois: viajar, estudar mais, abrir um negócio, me casar, largar tudo e virar hippie. Mas não, eu preciso lidar com minha vida e meu pouco tempo para vive-la.


Ok, leitores queridos, não se sintam ofendidos se algum de vocês tiver seus 30 anos e achar que te chamei de velho. Não. Apenas penso que minha vida deveria ter sido melhor "administrada" ao longo de 24 anos. 

14 comentários:

  1. Olá Dayane. Mudar a certidão não mudaria a cronologia de sua vida, você continuaria evoluindo com sua idade real, seu documento seria apenas como um perfil fake do praticamente falecido orkut.
    Estas cobranças das frases que citou de não casar, não ter filhos, não ter se formado (AINDA!) pode realmente ser paranóia sua ou, se escuta algum tipo de insinuação assim, mesmo que por ora seja difícil porque você está imergida nestes pensamentos de negatividade, o interessante seria tentar ignorá-los e, de verdade, começar a correr atrás do que considera tempo perdido.
    Não sei nada de sua vida, talvez seja apenas um tolo lhe dizendo tolices, pois cada um sabe de si, contanto, eu acredito que independente da idade, pessoas ainda estão VIVAS e precisam VIVER. Lutar a cada dia para realizar metas, ter objetivos que não precisam ser necessariamente os citados.
    Boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Ahh, Day, eu com quase 20 não sei ainda o que espero, também me sinto parada e meio assim como tu, mas creio que ainda temos muito o que viver e que chegará o momento em que nos orgulharemos de cada dia que passar, apenas não encontramos o caminho que nos realize e encante plenamente...

    ResponderExcluir
  3. Parece que o tempo passa mais depressa que nós, né? Mas creio eu, que a vida pode trilhar sua "felicidade de estar realizada" em qualquer hora, momento, ou idade. Viva Day! Experimente, intensamente. Pode ser clichê dizer que tenha que viver porque a vida é curta. Mas não há nada mais transparente do que sentir, viver e experimentar, mesmo. Se já está no caminho, não tem do que temer. A idade pode ser pouca e a alma velha, mas carregue pra vida, o que se tem vontade.

    Adoro esses seus pensamentos Day, sua forma clara e espontânea de dizer tudo que pensa, você sabe. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu sei como é a sensação de que não resta mais nada para fzer, e o que resta não é o que queremos, mas vou te contar o que eu acho: Você ainda é super nova!
    Já vi na minha escola de musica um senhor de 70 anos que resolveu aprender a tocar baixo, meu vô dessa faixa também comprou um teclado e resolveu fazer aulas, minha mãe com 5o e tantos resolveu fazer dança de salão.
    Nós de 20e poucos anos temos o mundo na mão, dá tempo de fazer, errar e fazer de novo! XD

    ResponderExcluir
  5. Putz,a casa caiu.Tô com 33,já com o pé na cova...
    Só brincando...Passei por esse questionamento várias vezes até hoje.É uma sensação incomoda, mas que passa.A vida é assim mesmo,esses momentos de estagnação servem pra gente parar e repensar um pouco nossos conceitos.É chato, mas necessário.

    ResponderExcluir
  6. Sabe.. eu tenho medo de chegar aos 25 ter esse mesmo pensamento.

    Talvez como todos podem dizer: _ é só uma fase.
    Percebi q vc não é comodista. Aproveite enquanto vc é jovem dá para mudar sua vida ainda..

    ResponderExcluir
  7. Oii Dayane, eu acho que sempre temos essas crises sobre o que devemos fazer em qualquer idade. Eu já tive uma ^^
    Mas,acho que esses questionamentos fazem parte do nosso amadurecimento na vida.
    Noa mais, um abraço. Mikaele

    ResponderExcluir
  8. Oi Dayane sua metida e sonsa

    ResponderExcluir
  9. Eu com quase 18 me sinto assim D: Sério, me decepcionei comigo mesma em não passar no vestibular ano passado e ter que tentar de novo esse ano, pareceu o fim do mundo pra mim, mas agora está surgindo novas oportunidades, abri meus olhares pra outras coisas e essa sensação de velha e que não fiz nada de importante na minha vida está passando. E espero que essa sensação passe com você também, 24 anos não é nada, existem pessoas com 50 anos que estão recomeçando do zero suas vidas, nunca é tarde pra mudar sua situação :}

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Tudo bem, talvez você pudesse ter administrado melhor a sua vida ao longo dos 24 anos, mas nunca é tarde, cara. Sempre é possível tornar os sonhos reais, alcançar metas e vivenciar inúmeras coisas que até o presente momento a gente nem sabe que existam.

    Você é MUITO nova, Day. Tem muito o que viver, o que conhecer, etc.

    Se joga na vida, gata!

    ResponderExcluir
  11. Quando eu tinha meus 14 ou 15 anos achei que aos 20 estaria terminando a faculdade, com um emprego certo, me preparando para um intercâmbio.
    Cá estou, vinte anos, segundo semestre da faculdade que tive que trancar, larguei o estágio, desempregada e desesperada.
    Digo pra mim mesma que apaguei qualquer expectativa da minha vida de agora em diante, mas lá no fundo, beeeeeem no fundo, gosto de pensar que a vida ainda tem uma surpresa boa pra mim.
    Espero que para você também.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Sempre podemos empurrar a culpa para outrem, hein... Sonhos não têm validade, Day. É o nosso imediatismo e pressão social querer dar prazo às nossas vontades. Como um divisor de águas - coisas para criança, para adolescentes, para adultos e velhos. Abandonar certos desejos por se sentir parado no tempo é que não pode.
    E esse discurso acaba ser dito por mim, alguém que também sentiu/ sente um pouco disso. Acho que todos, no final das contas, uma hora nos sentimos assim.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Talvez você tenha administrado mal esses seus 24 anos de existência, mas isso não significa que eles de nada valeram. Ora, alguma coisa você aprendeu!

    E outra, 24 é muito menos que a metade da espectativa de vida do país. Tem muito tempo, tá esperando o que? Corre atrás! :D

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Eu penso assim as vezes, não sei porque mas uma das soluções que em desespero passam pela cabeça é: Suicídio. Já pensei nisso um algumas vezes, e nem é legal ficar falando sobre.. Mas a verdade é que idade é uma porcaria e só mais uma soma de números que nada dizem a verdade, porque vc pode ter a idade q aparenta como tambem pode não ter-la. Grande parte das pessoas nao sabem o q querem da vida, eu vou fazer 22 e não sei o que fazer com a minha! Por isso eu acho que a melhor coisa é se deixar surpreender pelas coisas que podem vim pela frente, acho que não existe mau organização, mas sim criatividade para se deixar viver. E todas vez que estiver pensado nisto ponha na cabeça o sentimento de: "Pqp! Eu ainda não fiz metades das coisas loucas que eu disse que ia fazer!" e crie objetivos e metas.. Bjooooooo Caçadora!!!!!!!!se cuida..

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!