Essa melancolia

Hoje é um dia de solidão, dia de ficar assim, no escuro, inerte e fria, literalmente fria, sentindo a brisa que entra pela janela arrepiar os pelos do braço. Dia de colocar aquela música que fala de morte pra tocar, sentir o timbre do vocalista te penetrar a alma, cada nota tirada da guitarra se comunicar diretamente com as células do teu corpo.

Hoje é um dia em que as luzes não funcionam, elas nem precisam funcionar, hoje é um daqueles dias em que as luzes da sua alma inexistem.

As lágrimas descem pelo rosto sem freio, e eu já nem me lembro por qual motivo comecei a chorar. Elas só descem pois sabem que esse é o caminho da sua efêmera existência. Mesmo que minha alma não emita mais os sinais, meu corpo apenas obedece a condição de subordinado de uma mente doentia. 

O álcool já se apossou do que restou em mim de sanidade e consciência, e agora só o barulho da chuva batendo no chão dita o tom dessa melancolia. É quase como um ritual, no cair da noite. A floresta escura e úmida fica por conta do chão do meu quarto, frio, escuro. 

Um grito. Gritos dizem tudo. Se a morte fosse um som seria um grito alto, afinado, vibrante.
Hoje é só um dia de solidão e imaginação de uma pessoa que deixou de acreditar.

6 comentários:

  1. Llegó la Navidad, es el momento de compartir alegrías con los familiares y amigos, el momento de paz y felicidad, que pases unas felices fiestas.
    ¡¡feliz Navidad!!
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  2. Teimosamente eu gosto do Natal, teimosamente a melancolia bate a minha porta... A realidade é sempre pesada demais ela suplanta os sonhos!

    ResponderExcluir
  3. Day, eu conheço bem essas crises de melancolia e, por conhecer, sei que passam.

    Melhoras aí!

    Qualquer coisa, GRITA, que eu venho correndo! hahaha

    P.s: aaai, que música triste! Mas linda, apesar de tudo.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que lindo que ficou seu espaço, há tempos que não leio-te.
    Melancolia as vezes é uma pausa que a vida nos pede para respirar com mais calma e nos ouvirmos.
    Beijos e Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia a música.
    Perdas.
    Parte da vida.
    Tudo é impermanente, passageiro.Até mesmo a melancolia.
    É um ciclo: começo, meio e fim.
    Nascer,viver, morrer.
    Lutar contra isso é que traz sofrimento.
    Eu sei, são só palavras, por isso soam frias.
    Não, a vida não é cheia de sofrimento, mas sim de oportunidades de superá-lo.
    Não há acasos, nenhum momento é vão.
    É como uma viagem, nem tudo o que encontramos pelo caminho cabe na bagagem.
    Muito tem que ser levado apenas na lembrança.
    E só o que há de melhor merece esse esforço.

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto de certa melancolia, mas uma melancolia gostosa, que é até bonita, aqueles momentos que grandes autores até dizem servir de inspiração. Mas não gosto quando isso se torna tristeza, aí acho que não faz bem.
    Espero que esse momento seu de alguma forma seja bom, que te faça bem, ok? Espero que esteja bem. :)

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!