Coadjuvante

Eu observo muito, não sou de falar, olho em volta, reparo, e mesmo assim não noto certas coisas que estão "na cara". Percebi que eu olho, mas não vejo. Eu olho mesmo só com os olhos, pois o enxergar está na alma. Gosto de ficar devaneando quando estou andando na rua (o que me faz tropeçar até parada), quando estou sem fazer nada no serviço, quando estou em casa sentada no sofá teoricamente "assistindo" TV. 

Fico pensando em muitas coisas, dentre elas, como a minha vida poderia ser diferente... Pessoas diferentes, rotina diferente, amigos novos, ou apenas amigos. Claro que há pessoas que eu levo comigo nessa idealização de nova vida. Mas são poucas. A maioria das pessoas são coadjuvantes, álias. Eu mesma, me sinto coadjuvante da minha própria vida. Sabe a sensação de sentir que não está efetivamente vivendo a sua própria vida? Só está vendo ela passar, sendo empurrado do jeito que dá, sonhando , sonhando e apenas sonhando. Realizando que é bom , nada. Fazendo acontecer, só em pensamento. 


E quando penso que é o caminho certo, é por aí que vou seguir, puff, não está mais lá, já passou, bola pra frente. Daí eu imagino. Imagino que estou indo para minha própria agência de Publicidade quando acordo de manhã, lá eu mando, e lá as pessoas trabalham felizes. Isso eu imagino, dentre tantas outras coisas simples (ou não) e bobas (ou não), que nem valem à pena citar. Talvez isso de esquizofrenia aconteça um pouco com todos nós, de vez em quando, rs. 



É difícil acreditar em mim mesma , às vezes. Sempre. Ouvir que sou boa nisso ou naquilo, mas só ouvir, não ter uma chance de fazer mais, então. Essa de correr atrás, não sei não, tem de ser maratonista mesmo? Porque não tá adiantando.. Ou sou eu que ando observando demais...

Curta a fan page do Penso clicando aqui e me siga no @PetitDay!!

15 comentários:

  1. Ótimo texto!
    Parabéns
    Gosto de expressões viscerais, dos criativos que se mostram por aí sem medo do que os outros vão pensar...
    Para mim são os melhores textos!

    Pode crer, observar e sentir é mil vezes melhor que ser maratonista...
    É aproveitar de fato o ar que respiramos...

    Bjinn

    ResponderExcluir
  2. Day... vc é foda! Eu penso da mesma forma... as vezes sinto que estou observando minha vida passar, mesmo tendo tomado "certas" atitudes ainda estou no mesmo lugar... não me arrependo, mas pra correr atrás de algo que vc queira, realmente tem que ser maratonista rs.

    TE ADORO!!!
    ADOREI O POST!!


    Obs.: Depois passa no blog da Juh http://mylife4everandever.blogspot.com/

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Jeová, é simplesmente tudo o que estou passando. Eu te entendo perfeitamente.
    E pior é que no meu caso a cobrança me deixa angustiado, mas ainda não tive forçar pra me levantar.

    Enfim, adorei aqui. Beijos (:

    ResponderExcluir
  4. Às vezes bate um desespero na gente, a sensação de estar parada vendo a vida passar pela janela. Ja senti muito isso e ainda sinto, mas talvez não seja tanto assim questão de esforço, de fazer uma revolução, mas apenas de aproveitar melhor e sem medo as chances que a vida vive nos dando. É bem como vc disse no início: Prestar mais atenção.

    Estava sem internet, mas li o perfil que vc fez há alguns posts atrás. Me identifiquei muito!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. "Amo a humanidade, e tenho medo de humanos."
    Isso é sabedoria de quem se saba. Nao saio mais daqui. abs

    ResponderExcluir
  6. "...me sinto coadjuvante da minha própria vida." Acredito que todos nós passamos por isso alguma vez na vida, depois passa. Espero.
    Adorei seu texto, muito real. E obrigada pelos comentários. Beijos

    ResponderExcluir
  7. me identifiquei com o texto. Você basicamente me descreveu O.O

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que belo texto! Me identifiquei bastante com o seu post! Muito boa a forma de você escrever!

    Bom, você ganhou mais um seguidor! ;D

    Quando puder, entre em meu blog: http://desquotidiano.blogspot.com/2011/01/blog-post.html

    ResponderExcluir
  9. Agradeço pelos elogios e por estar me seguindo!!! :)
    Fico muito feliz!
    te seguindo também!
    amei o nome do blog!
    beijo!

    ResponderExcluir
  10. Digamos que eu consiga olhar e enxergar as coisas. O meu problema é enxergar demais. Há coisas que eu não queria ver porque me machucam, mas simplesmente são necessárias para que eu não tropece nelas ao longo da caminhada. E eu sempre preferi ser machucada a ser enganada.

    E quanto a ser coadjuvante na própria vida, já fui assim; hoje alterno ser protagonista e coadjuvante. Um dia serei a protagonista e nada menos que isso. É que ainda não tenho a força que eu preciso ter, entende?

    Beijo.
    Adorei o texto, me fez refletir.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde, querida amiga Dayane.

    Na minha juventude eu estava sempre com essa sensação também. Só que apesar de enxergar isso, eu não tinha nenhuma atitude para protagonizar a minha vida. A carruagem passou...

    No seu caso, ainda há tempo. Reflita bastante sobre as suas aspirações, sua vocação mais forte, e caminhe na direção da realização do sonho que pra você é prioridade.

    Desejo-lhe muita saúde, paz, e progresso.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. O texto ficou ótimo, você sabe encantar quem lê pela sensibilidade que você escreve. Parabéns. Adorei o seu blog e estou seguindo você também. :)

    ResponderExcluir
  13. BElo post!!

    Belo blog...

    Parabéns!!

    COnvido vc a conhecer minha poesia... Ficaria muito feliz!!! http://mailsonfurtado.com

    ResponderExcluir
  14. ooie adorei seu blog *----*
    estou te seguindo me segue lá também beijos :*
    http://tudoquemeincomoda.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Sobre o final do post...

    Sim, a história de "correr atrás" é verdade!

    Poucas as pessoas que as coisas caem em seu colo.

    A maioria se quiser realmente algo tem que criar a oportunidade e quando esta aparecer, deve agarrar.

    Acredite, vc eh boa! Mas o mundo naum descobrirá isso a menos que vc crie e agarre suas oportunidades.

    Bjos!

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!