Querida Vovó

Querida Vovó.


Me lembro de quando eu caí da escada, antes que pudesse pensar, eu já estava sendo acalentado em seus braços. Eu nem senti a minha mão quebrada, pois a dor e meu choro foram abafados pelo seu carinho. Lembro das tardes de domingo, os almoços na sua casa, a bagunça que eu fazia. Lembro das broncas do pai, e do seu riso divertido. A senhora sempre se divertia com as minha travessuras.
As minhas escolhas vó, sempre dependeram da sua aceitação. Por mais que meu pai me dissesse que era loucura, eu preferia consultar a senhora antes de decidir. Minha primeira moto... Como a mãe se preocupava... Mas a senhora me encorajou, me deu conselhos. Sabe vó, antes de correr como um louco, antes de aceitar um racha com os amigos, eu pensava na senhora. E esse pensamento me mantinha afastado do perigo. Eu não poderia decepcionar a senhora, que foi quem mais me apoiou quando comprei a moto.
Quando entrei na faculdade, eu me lembro bem a confusão que isso causou em casa. Não queria entrar na política,  eu só queria ser músico. Quem foi que pediu um voto de confiança por mim? Ah, vó, se não fosse pela senhora, talvez eu seria hoje um mal político e não um bom músico.
Quantas namoradas, né vó! E quando a senhora dizia que não ia dar certo, tinha mesmo razão. Parace que tinha um sexto sentido para isso. Só queria meu bem, eu sei vovó.
Nossos passeios no parque, como eu gostava de levá-la pra sair. Não era como uma obrigação, nunca foi, eu sempre me divertir com a senhora. Fazer compras, era até engraçado, um jovem "rebelde" e mal vestido como eu, ao lado de uma senhora tão elegante!
Hoje sou um homem feito e formado. E devo isso a senhora, vó. A mulher mais sábia do mundo, mais carismática, mais forte desse mundo. A minha vó. A única que sabia quem sou de verdade. Diante de quem posso ser  transparente, eu mesmo, volto a ser menino, ser criança.
Só queria te dizer vovó, que és tudo pra mim. A pessoa que mais amo no mundo. Queria que meu filho, pudesse crescer sendo educado pela senhora, assim como eu fui. Ele merece isso, vó.
Mas agora é tarde demais. E hoje é o dia mais triste da minha vida.
Vai com Deus, esteja em paz, vovó. Um dia, e eu anseio por esse dia, a gente vai se reencontrar.


Minha querida Vovó.
__________________________________________________________________________
*Para o projeto Palavras Mil.
*Foto: Flickr


Up Date: Texto ganhador do 2° lugar no projeto Palavras Mil.UHUU

Curta a fan page do Penso clicando aqui e me siga no @PetitDay!!

29 comentários:

  1. puta saudade da minha :(
    morreu 2 anos atrás, e eu tava longe, nem pude me despedir :/



    cu.

    ResponderExcluir
  2. A minha avó mora longe e nunca tive essa oportunidade, a outra é falecida, nem mesmo meu pai chegou a conhecê-la. Ah, velho, que texto lindo, muito emocionante!

    Boa sorte na pauta!
    Beijos
    :*

    ResponderExcluir
  3. Não tenho lá tantas boas lembranças da infância, sobretudo quando se trata do ambiente familiar. É tudo muito morno e sem-graça. Mas entendo um pouco disso, dessa saudade, esse desejo de estar sempre junto a uma pessoa que nos molda enquanto o que somos. As pessoas de quem eu sinto saudade, jamais conheci. As companhias que me fizeram falta, eu jamais tive. Acho que é por isso que acho a vida uma merda. A minha avó? A materna está bem, não mora longe daqui, vez ou outra eu a visito e brinco com ela, nada para além do afeto tradicional (mas que os demais familiares já não lhe despedem)... a paterna, contudo, não sei quem é. Se um dia souber quem é o pai, isso já é um notório avanço. Foi você que escreveu? Ficou bom. Saudações.

    ResponderExcluir
  4. os demais familiares já não lhe despedem

    Eu quis dizer "despendem"... até.

    ResponderExcluir
  5. E os dia das mães chegando... vó é a segunda mãe e para alguns é até a primeira. A minha vó materna já não está mais fisicamente comigo, porém mora no meu coração eternamente.Belo texto. Bjus.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto!
    mo minha vozinha velha e não vivo sem ela!
    *.* Foi emocionate!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  7. Tem um selo pra você lá no meu blog
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. gostei muito de seu blog.

    Tambêm sou leonino. Gosto de preto. Ouço SEMPRE muita música. Literatura. Cinema. Histórias Medievais, Rei Artur. Escrevo, sempre. Não vivo sem Internet, mas a modernidade me deprime. Noite, frio, Alasca. Anos 70, Rock, Abraços. Amo a humanidade, e tenho medo de humanos.

    tou te seguindo. (:

    ResponderExcluir
  9. Dayane, têm selinhos para você lá no blog! E parabéns pelo 2º com o texto. :D

    Beijos
    :*

    ResponderExcluir
  10. Ai que lindo!
    que saudades da minha vózinha...
    quando ela se foi, foi sem dúvidas o dia mais triste da minha vida!
    =/
    bjos

    ResponderExcluir
  11. As minhas permanecem vivíssimas

    E espero que por longos anos
    Mesmo os anos sendo rápidos

    ResponderExcluir
  12. Minhas duas avós já faleceram, mas é inegavel que sua presença é inesquecível... :)

    (Gostei MESMO do teu blog guria...)

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Mais uma vez eu aqui
    Aviso: tem selo pra vc lá no meu blog

    Abraço
    ...

    ResponderExcluir
  14. Poxa, que lindo esse post. Me emocionou.
    É triste perder pessoas que amamos, mas os momentos jamais serão perdidos, estão no cofre da memória.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. muito lindo o texto!
    tô seguindo..

    ResponderExcluir
  16. Graças a Deus tenho uma avó maravilhosa, viva e que me faz rir toda vezes que a vejo. Mais fico com saudades e triste por não ter convivido com a minha outra avó já falecida..

    ResponderExcluir
  17. ah muito bom. Merecidíssimo prêmio.
    Ameiiiii

    ResponderExcluir
  18. Day: lido, vc é um talento!!!!!
    Eu se fosse vc pesava muito sobre a profissáo deveria ser escritora..nao teho duvidas. Minha vó é uma figurinha, ela mora em Rio Grande, 500 km daqui, com 85 anos dá aulas de catequese, vive nas excursóes da igreja e vem a Porto Alegre sozinha, de onibus, para nos ver. Brigo um monte com ela, ela que me catequizar também, hahahahaha. Mas amo ela demais pelas lembranças maravilhosas que tenho com ela, na cia do meu avo, que foi um dos meus grandes amores.
    Semana que vem vou ve-la, terei q ir a Rio Grande devido a compromisso profissional, e vou adorar cuidar dela estes 4 dias q vou ficar lá, afofar muito minha veinha. Ela é loquinha e geniosa, mas eu nao imagino minha vida sem ela chegando de Rio Grande com os paes de queijo que compra sempre no caminho pra mim.

    bjsssssssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  19. Vó é vó né?
    Ai me deu umas saudades da minha avó materna..
    Mas, adorei o sentimento e a sinceridade que vc colocou na carta (ao meu ver, foi uma declaração via carta)

    Beijoss

    ResponderExcluir
  20. Ooi, adorei seu blog :)
    você recebeu o selo, da uma olhada :*

    http://lanemih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Poxa a minha morreu tem 2 anos saudades da minha velha rabugenta

    ResponderExcluir
  22. que lindo o texto,adorei seu blog!
    vou te seguirr! :)
    se puder confere o meu tbm! :*

    ResponderExcluir
  23. Muito lindo o texto! Me fez querer ter essa relação com a minha vó...
    adorei o blog, beijos.

    ResponderExcluir
  24. Hoje ofereci as cores da minha paleta
    A uma amiga na sua dor
    Ouvi seu choro ao meu ouvido
    No fatalismo do desamor

    Hoje o sono acordou-me
    A nostalgia agitou suas asas cinzentas
    Esqueci no acordar o ultimo abraço
    E contei as nuvens que eram tantas


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  25. Muito obrigada por comentar lá no meu blog !
    Mil beijinhos, volte sempre!

    ResponderExcluir
  26. Nossa, sem palavras pro texto, me trouxe lembranças com minhas 2 avós, infelizmente minha avó materna está no céu, tem 4 anos já e parece q foi ontem :~
    A avó paterna tá aqui cmg grudadinha, com o pé quebrado passando uns tempos aqui em casa pra cuidarmos dela ;P
    Tive mta sorte com minhas 2 avós, aliás tenho e terei elas sempre no coração!
    Texto maravilhoso e muito tocante, parabéns pela escolha ao postá-lo Dayane, e pelo perfil posso dizer q vc tbm tem mto bom gosto moça =P
    Espero te encontrar mais vezes pelo mundo dos blogs...
    Beijos e prazer :*

    ResponderExcluir
  27. Bom, não sei bem como é isso... minhas avós são bem afastadas de mim. Eu tinha medo da mãe do meu pai quando era criança, e hoje, talvez não faça diferença rs. Mas é bonita essa relação, creio eu.

    ResponderExcluir
  28. Eu amei o texto e me marcou profundamente, pois perdi minha mãe no dia 18-04 e ainda está doendo muito, ela me faz muita falta.
    Bjkas e boa noite.

    ResponderExcluir
  29. Want more time with parents and children with family? Can operate as long as the trivial time
    Welcome to learn a simple understanding of free market
    http://sn.im/vemma_usa

    I wish you your heart happy! ~

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!