Meu Professor.. Saudades.

No segundo ano do ensino médio, conhecemos nosso novo professor de história. Wagner. Os meus colegas, que já haviam tido aulas com ele, ficaram empolgados que ele havia pego nossa turma. Eu nao entendi o porquê, e fiquei muito curiosa para conhecer o tal professor Wagner, que era tão querido e admirado, não só pelas meninas, mas também todos os rapazes. Entrou na sala, um baixinho muito simpático, de voz forte. Diziam que ele era talentoso, cantava bem e tinha a voz do Renato Russo. Eu estava na onda de escutar legião urbana e refletir muito sobre a vida. O prof Wagner foi um dos melhores professores que eu tive. Foi depois das aulas dele que me apaixonei por história. Ele tinha a didática, fazia com que seus alunos se apaixonassem pelas aulas... e por ele. Vi muitas meninas apaixonadas, e até ex-alunas que eu conhecia. O professor Wagner era mesmo um professor encantador. Nao me esqueço do jeito dele de explicar os acontecimentos históricos, de uma forma que nos dava vontade de estar lá, montando cavalos e proclamando independência ou morte!! Ele realmente é um cara que vale á pena conhecer. Nossa relação não passou de aluno-professor, mas com certeza é uma das poucas pessoas que eu me orgulharia de ter como meu amigo. Achei um absurdo quando ele nos fez assistir o filme matrix, para fazermos um trabalho. Mas depois de dar uma aula, como sempre incrível, onde ele traçou um elo entre o filme e a vida real. Entre o filme e a nossa própria existência. Se alguém me contasse, eu acharia que é mais uma viajem desses professores de histórias alienados, mas depois de entender a lógica da coisa, notamos, que é o obvio. Realmente um professor como ele deixa a mente viajar livremente, e não se limita a regras. Uma aula, aparece o professor Wagner de violão a tira-colo. A gente estudou as letras de música, O senhor da guerra e Soldados, ambas do Legião Urbana. Eu mesma não conhecia as músicas. De fato não são as músicas mais conhecidas da banda, nem viraram hits. Mas são letras maravilhosas. Soldados ainda hoje é uma das poucas músicas desse mundo que me emocionam... Poisé. A gente estudou as letras, não me recordo bem como foi o trabalho desenvolvido em cima delas, mas não me esqueço nunca do professor Wagner tocando violão e cantando em plena aula, (sim, ele tem a voz do Renato), deixando toda uma sala de alunos presa em atenção a sua arte. No festival da escola, ele tocou com sua banda. Foi um show muito esperado por todos. No ano seguinte, o nosso professor não pode mais continuar. Não sei bem os motivos, mas sei que ele não precisava estar lá, um colégio que não o valorizava, e sabemos como as coisas são precárias no ensino público. Tanto para os alunos quanto para os professores. E ele era um cara que estudava muito, fazia doutorado e lecionava em outras escolas bem melhores. A gente sabia que ele não queria nos abandonar, não queria deixar a escola, ele era um dos poucos professores que acreditavam na gente. Mas ele teve que fazer isso. Não dava mais. Nunca mais tivemos notícias do nosso professor. Tenho certeza que ele se deu muito bem na vida, pois é muito talentoso. Ainda hoje me lembro dele e sinto saudades, daria muita coisa para saber por ande ele está. Engraçado, como existem pessoas com as quais convivi muito tempo, mas que não me dispertaram tamanha afeição. E uma pessoa que convivi um ano letivo, conseguiu me conquistar, e não só a mim, a todos que tiveram o prazer de ser seus alunos. Essa semana eu tive uma recaída. Escutei legião, uma coisa esquisita, uma nostalgia. Não costumo ser assim, mas me lembra do passado, algumas coisas e pessoas, amigos, épocas que marcaram, e que eu sei, não voltam mais, mexe muito comigo. Coisas que aconteceram de 5 amos para cá, não me causam grande impacto. Mas de 5 anos para trás... Praticamente o que sou hoje, se formou naquela época. Sinto falta.


"Nossas meninas estão longe daqui. E de repente eu vi você cair. Não sei armar o que eu senti. Não sei dizer que vi você ali. Quem vai saber o que você sentiu? Quem vai saber o que você pensou? Quem vai dizer agora o que eu não fiz? Como explicar pra você o que eu quis. Somos soldados pedindo esmola. E a gente não queria lutar. E a gente não queria lutar E a gente não queria lutar". " Soldados" Legião Urbana.

4 comentários:

  1. puxa...eu nao conheci nenhum professor wagner, mas tbm sou apaixonado por historia!

    ResponderExcluir
  2. nossa.. geralmente os professores são conhecidos como carrasco... mas eu jah tive mto professor bom que eu respeito mto.
    ééé assim que a gente aprende.

    ResponderExcluir
  3. AMEEEEEEEEEi o seu blog *-*

    ResponderExcluir
  4. ótimo post
    escreve muito bem
    ótimo blog,
    parabéns!

    ResponderExcluir

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!