The Godfather.

Do Diretor Francis Ford Coppola ( Apocalipse Now, The Godfather II e III, Drácula)
Título Original: The Godfather.
Ano: 1972.

Te farei uma proposta irrecusável...

Um Clássico Hollywoodiano. Uma história de Mário Puzzo, adaptada para os cinemas, pelo então, praticamente inexperiente, Francis Ford Coppola. O padrinho, Don Vito Corleone, imortalizado nas telas por Marlon Brando, e seu filho caçula, Michael Corleone, vivido por All Pacino.
A história da máfia italiana, retratada fielmente, com toda sua sujeira, violência, dinheiro, sangue. Girando em torno de uma das principais familias mafiosas, os Corleones, que comandam grande parte dos negócios ilegais de New York, os sindicatos, as corridas de apostas de cavalos, loterias, e diversas influências que se expande, a diferentes níveis, na sociedade norte americana. Se vêem em conflito com as outras quatro familias mafiosas, quando as mesmas querem introduzir o tráfico de drogas na cidade, um novo negócio que promete gerar fortuna aos maffiosi, porem a familia Corleone não compactua com o negócio, o qual não será implantado sem o apoio dos mesmos. Segue-se então uma guerra entre familias, com traições, assasinatos, e um atentado contra a vida do Padrinho..
O filme superou as espectativas, e o resultado, é uma das melhores sagas literárias e cinematográficas da história. A trilogia foi um sucesso e se tornou um clássico. Um fiél retrato da história da máfia, que pode ser bem diferente da visão que temos dela, pode ser boa, sim, mas é preciso ter inteligência, afinal o lema é: Nada pessoal, apenas negócios...

Eu sou uma fã incondicional dessa história, não da máfia em si, embora seja mesmo deslumbrante, mas sim da famiglia Corleone, dos cenários, da cidade, Sicillia, da Itália, da lingua, da cultura, da época, dos códigos da máfia... ufaaa.. e tudo o mais.
Como todo bom livro que se torna filme, há detalhes que não há como saber, ou entender se não ler o livro. O livro é enorme, e ´há riquezazde detalhes. Mas como a produção do filme foi acompanhada de perto por Mario Puzzo, e com a perfeição de Coppola, foi seguido fielmente. Lindo de se ver, e em uma atuação brilhante de Marlon Brando e All Pacino. POderia passar a noite elogiando esses maravilhosos atores.

Enfim, para quem aprecia uma boa história, um bom classico, vale a pena conhecer, não ha como não se apaixonar. Eu recomendo. Nada pessoal, apenas negócios.


Essa é a primeira cena do filme. Cena clássica, em que Bonasera pede um "favor" ao Padrinho, lhe oferece dinheiro, e Don Corleone se sente desrrespeitado. Ele mostra que faz o "favor" por simple amizade, mas que um dia qualquer, poderá pedir a retribuição desse favor. E curiosidade: O gato no colo do Marlom Brando não foi proposital, apareceu na cena, e assim ficou acarinhando o bichano, tornando a cena ainda mais foda!




Por Dayane Pereira

Um comentário:

O que você achou deste Post?
Deixe sua opinião.
Obrigada pela sua visita!